Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

A culpa é da imprensa

Postado por Simone de Moraes

1/09/2011 22:22


Crédito:

 

 A culpa é da imprensa. Essa foi à conclusão das deputadas Celina Leão (PMN) e Eliana Pedroza (DEM), depois de ouvir os esclarecimentos de Carlos Higino, secretário de Transparência e Controle (STC) do DF, convocado pela Comissão de Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar da CLDF na manhã desta quarta-feira (1º/09), para dissipar dúvidas relativas à fonte de uma matéria veiculada pelo Jornal Correio Braziliense no dia 23 de agosto e que aponta a deputada Celina como uma das envolvidas em irregularidades de contratos da administração de Samambaia.

Ao ser questionado sobre a função da secretaria, os critérios para abertura de auditorias, quais relatórios podem ser veiculados pela mídia e qual a origem da informação de que a parlamentar Celina Leão estivesse sendo investigada pelo Ministério Público por irregularidades  em Samambaia, o Secretário disse que não foi a Assessoria de Comunicação da STC quem afirmou isto e que esta informação teria partido de uma matéria veiculada pelo próprio Correio Braziliense em março passado. “O release da secretaria, em nenhum momento mencionou que a Sra teria qualquer responsabilidade. Essa relação foi feita pela imprensa, com base no fato de que na época, a sra era chefe de gabinete da Jaqueline Roriz”, afirmou Carlos Higino.

A reportagem veiculada pelo Correio Braziliense em 20 de março de 2011 trazia o título ‘MP investiga participação de Celina Leão em esquema fraudulento e a notícia fazia menção a irregularidades envolvendo a administração de Samambaia, que era da competência da STC, que passou a investigar o caso. “Foi dessa investigação que veio o nosso relatório, onde, aliás, a senhora não é sequer citada. A Secretaria não indicou nada a esse respeito. O trabalho é de auditores, carreira extremamente técnica”, disse Higino, explicando que o release trazia uma espécie de resumo da matéria publicada pelo Correio Braziliense no dia 23 de agosto a respeito do relatório da secretaria e apresentava o link para a matéria completa, mas que não corroborava com as informações.

Diante das afirmações do secretário, Celina Leão se disse satisfeita e que quanto à imprensa e ao que chamou de “dossiê apócrifo, anônimo e cheio de ilações”, seria uma questão de foro pessoal e que iria tomar providências quanto aos prejuízos à imagem. Então foi a vez de Eliana Pedroza crivar o secretário de perguntas mais diretas sobre sua assessora de imprensa, se era efetiva e se teria sido escolhida pelo próprio Carlos Higino e se no que chamou de “caso Celina Leão”, se a secretaria não era a fonte. Ao receber a confirmação, a parlamentar afirmou ter ouvido pelo telefone em viva-voz, na sala da colega Celina a assessora da STC, Carolina Goulart admitir que o release foi escrito pela secretaria de Transparência e que diante das informações do secretário, ela podia concluir que a funcionária dele não se baseou em fatos para fazer a matéria.

O tal release que causou toda essa celeuma esteve em destaque no site da Secretaria de Transparência, mas já foi retirado do ar.

 

(Foto: Rinaldo Morelli/CLDF)

Reportagem: Daniela Novais DRT- Ba 2550

(Visited 1 times, 1 visits today)