Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Quebrando a tradição

Postado por Simone de Moraes

19/05/2011 9:06


Crédito:

A base de governo sofreu na última terça-feira (17), uma derrota na Câmara Legislativa. O espaço político-partidário foi alvo de disputa na investigação de supostas irregularidades Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). No páreo para concorrer à presidência e a relatoria da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do pró-DF, estavam a deputada Eliana Pedrosa (DEM), da oposição, e o deputado Chico Leite (PT), da base de governo.

A deputada Eliana Pedrosa (DEM) e o deputado Olair Francisco (PTdoB) foram eleitos presidente e vice-presidente da CPI, respectivamente. A dupla venceu os dois candidatos de preferência do governo: os distritais Chico Leite (PT) e Israel Batista (PDT). No entanto, a CPI foi proposta pelo deputado da base governista Chico Vigilante (PT), e teve como subscritor o deputado Chico Leite (PT).

Tradicionalmente na Casa, os proponentes assumem ou a relatoria, ou a presidência da CPI, mas não foi o que ocorreu desta vez. “Eu acredito que a Casa precisa manter a praxe. Chico Leite deveria ser o relator. Ter na comissão, um vice-presidente e um relator, que não assinaram sequer o requerimento para instalação da CPI, não foi adequado”, afirmou. Para Chico Leite (PT), o “rompimento da regra é negativo“. Por esse motivo, os dois parlamentares deixaram a comissão, e agora seus suplentes devem assumir as vagas. O deputado Joe Valle (PSB), assume o posto de Israel, e Chico Vigilante, o de Chico Leite.

O deputado Israel Batista se mostrou insatisfeito com o resultado das eleições e questionou o fato de Eliana assumir a investigação que apuram denúncias da época em que fazia parte do primeiro escalão da base de governo. “Tenho muito respeito pela deputada, mas, para mim, e acredito que para a opinião pública, deveria haver mais equilíbrio na escolha”, opinou o distrital.

O líder do governo, Wasny de Roure (PT), mesmo não tendo participado das negociações, comenta a quebra da praxe. “Nas minhas experiências, na tradição de montagem de CPIs na Câmara Legislativa em legislaturas anteriores, e na Câmara Federal, normalmente o proponente assume. Ontem o que vimos foi a descaracterização deste princípio, quem propõem, praticamente fica de fora desse processo”, observou.

Na sessão plenária desta quarta-feira (18), o vice-presidente da casa Dr. Michel (PSL), apoiou a formação da composição. “Isso aqui é um parlamento, então nós que decidimos a formação da comissão”, observou. O deputado Olair, vice-presidente da CPI, disse “que estará até o fim com Eliana Pedrosa e Aylton Gomes”, deputado que será indicado para ser o relator.

“A eleição se constituiu num episódio lamentável, onde grandes homens se apequenaram”, disse Eliana Pedrosa, ao fazer uso da palavra na sessão. “O deputado Olair na sua humildade, ofereceu a vice-presidência a todos os membros da comissão, e ninguém quis. Quando fiz a inscrição para a presidência, fora do prazo, não havia ninguém inscrito”, lembrou. A deputada ainda revela não achar um problema ter sido base na gestão passada. “Se fôssemos indicar quem não tivesse ligação com o governo anterior, não teríamos um só nome”, declarou.

(Visited 1 times, 1 visits today)