Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

No combate “as espertezas e aos espertos”

Postado por Simone de Moraes

19/05/2011 18:13


Crédito:


O deputado distrital Chico Leite (PT) deve ter ficado com a orelha queimando na manhã desta quarta-feira (19). Foi realizada, numa das salas de comissões da Câmara Legislativa, a primeira reunião dos membros da CPI do Programa de Promoção do Desenvolvimento Econômico Integrado e Sustentável (Pró-DF). O objetivo era traçar os primeiros passos a serem tomados na investigação, porém as várias declarações de Chico Leite – que perdeu a eleição para presidência da comissão – dadas à mídia, ocuparam grande parte do encontro.

A comissão que é composta por cinco integrantes titulares, contou com a presença de apenas três deputados: Eliana Pedrosa (DEM), presidente da CPI, Olair Francisco (PTdoB), vice-presidente, e Aylton Gomes (PR), o relator. “A CPI tem que funcionar com a maioria de seus membros. Somos três, e se eles pensam que vão parar a CPI, não vão conseguir. Estou achando que o pano de fundo é esse, pelo menos nas reuniões de líderes eu vi que o governo não tinha intenção de instalar nenhuma CPI”, disse a presidente Eliana Pedrosa.

Uma publicação, desta quarta-feira (19), na coluna no Alto da Torre, do jornal de Brasília, trouxe descontentamento entre os três parlamentares. A nota tem uma declaração de Chico Leite que questiona a atuação dos membros da CPI. “Se o grupo que tomou conta da CPI faz todo tipo de acordo só para assumir o controle da sua direção, imagine o que fará quando se estiver no processo de investigação”, foi publicado pelo jornal. Chico Leite também se manifestou no jornal da manhã, na Band News, quando disse que “não sabia que tinha inimigos na casa”.

O deputado Olair Francisco demonstrou descontentamento com a publicação. “Não tenho nada a esconder, sou totalmente transparente. A presidente da comissão vai tomar as providências necessárias, para resolver o assunto. Se ela não tomar, eu vou tomar. Eu entrei nesta Casa limpo, e vou sair limpo. Mas ele foi citado por Arruda”, disse se referindo à operação Caixa de Pandora, quando Chico Leite foi indicado por Arruda, como uns dos beneficiados pelo esquema de corrupção.

A presidente Eliana também se manifesta sobre o assunto. “Porque interessa ao deputado Chico Leite, desqualificar a CPI, antes de o trabalho começar?”, questionou. A deputada demonstra ter desconfianças de Chico. “Se ele tenta desqualificar antes, é porque alguma coisa ele tem a esconder”, afirma.

Eliana reafirma que Chico não se inscreveu para concorrer à presidência no prazo regimental, “o deputado se inscreveu como se desse uma carteirada”. Sobre as declarações dadas por Leite na mídia, Eliana diz que fará uma interpelação judicial, e que se surpreende com a atitude de Chico. “Essa postura, para uma pessoa comum, tudo bem. Mas um promotor de justiça não pode se comportar como um menino chorão, que bate o pé no chão, e faz beicinho”, ironiza.

Questionado se foi ingênuo, por ter perdido a presidência, Chico Leite disse que está na casa para “combater as espertezas e os espertos”. “Eu defendo uma forma diferente de fazer política, sem negociações e que sejam transparentes. Não defendo essa política que lesa a transparência. Se fui ingênuo, porque eu trabalhava levantando dados e me reunia com secretário de Desenvolvimento Econômico, e, enquanto isso, formulavam o cronograma da CPI, e articulavam a eleição do presidente e do relator, não tenho vergonha dessa ingenuidade”, revela.

Na reunião, foi decidido que uma das providências a serem tomadas será ouvir o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico José Moacir Vieira que registrou uma ocorrência na 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia), alegando ter recebido uma ameaça de morte. Uma das principais políticas do ex-secretário foi acabar com irregularidades no Pró-DF. A suspeita é de que empresários beneficiados venderam os espaços comerciais, que passaram a ser residenciais, o que é proibido pelo projeto. “Vamos ouvir a versão do ex-secretário, que disse que recebeu ameaças de morte, e detectou vários erros, tanto é que suspendeu o programa”, disse.

Após a saída dos deputados Israel Batista (PDT) e Chico Leite, da comissão assumem seus suplentes. No entanto, há indicativos que Chico Vigilante (PT), suplente de Chico Leite, não assumirá a vaga. Com isso, caberá ao presidente Patrício (PT), escolher o novo membro.

 Veja vídeo com entrevista de Chico Leite: http://www.youtube.com/watch?v=JlYFcABaUUc

(Visited 1 times, 1 visits today)