Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Servidores aguardam sentados…

Postado por Simone de Moraes

28/04/2011 21:17


Crédito:

Estava marcada para hoje uma reunião com a Mesa Diretora da Câmara Legislativa e membros do Sindical (Servidores do Poder Legislativo e Tribunal de Contas do distrito federal), para conversar sobre o projeto da reposição salarial e reestruturação da Casa. O prazo para implantação das reformas é no dia 30 de abril, e até agora as negociações com a Casa, quase não avançaram.

O secretário Geral da Casa, Fernando Taveira, recebeu os representantes do sindicato e deu a notícia de que a reunião havia sido suspensa. Porém, a Mesa Diretora, por intermédio de Fernando, se comprometeu a receber os servidores, na quarta-feira ou quinta-feira (dia 27 ou 28), para discussão de suas reivindicações. (Entenda o caso em http://migre.me/4f8Mu) 

A expectativa é que na próxima reunião, a Mesa esclareça qual a sua posição perante as exigências do sindicato. Os servidores alegam a defasagem salarial entre 24% e 32%, e não se tratar de aumento de salário, e sim recuperação de perdas inflacionárias. “É princípio constitucional que lamentavelmente a Câmara vem descumprindo ao longo dos anos. Quando eu fiz concurso, o meu salário era três vezes maior que o de policiais militares, hoje corresponde a um quarto do valor”, afirmou um servidor que pediu o anonimato.

Além da reposição salarial, que não ocorre desde 2006, o sindicato também entende que a estrutura da Câmara deve ser reduzida para enxugar a máquina. Os servidores revelam que existem cargos sobrepostos, ou seja, mais de duas pessoas realizando o mesmo serviço.

A emenda da Resolução n.º 232/2007, adia de 1º de janeiro para 30 de abril de 2011, o fim da ocupação de alguns cargos comissionados que, por lei, deveriam ser exclusivamente preenchidos por servidores efetivos da CLDF. O sindicato avalia que será muito difícil, os deputados, como um todo, abrirem mão de seus servidores requisitados, e acreditam que haverá nova alteração na resolução, para manter os cargos preenchidos por cabos eleitorais.

Pelo andar da carruagem, a norma da resolução dificilmente será cumprida no prazo de 30 de abril, até mesmo porque o dia cai em um sábado. A data determina o retorno dos servidores requisitados para os órgãos de origem, e a definitiva implantação da reestruturação, até agora sem acordo. Com isso, a permanência nos cargos deverá ser postergada. Assim, para os servidores efetivos, só resta esperar…

(Visited 1 times, 1 visits today)