Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Ilustres e Esquecidos

Postado por Simone de Moraes

28/04/2011 18:45


Crédito:

Nesta quinta-feira (28) a Câmara Legislativa recebeu visitantes ilustríssimos. Um grupo de idosos de várias cidades do Distrito Federal vieram à Casa para ver a exposição “Brasília – Meio Século da Capital”, montada no Foyer do Plenário. Os pioneiros que, com seu trabalho braçal, consolidaram as idéias de Oscar Niemeyer, Lúcio Costa, Roberto Burle Marx e Le Corbusier também são os homenageados nos 51 anos de Brasília. E como tal, merecem a atenção especial por parte das políticas públicas referentes à qualidade de vida dos idosos do DF.

O visitante Judson Seraine (79) é um desses pioneiros. Chegou à cidade em 1958 e foi peão de obra na construção do Buraco do Tatu, do Teatro Nacional, do Congresso Nacional, e várias obras que afirma ter tido o “privilégio de trabalhar”. Embora hoje viva em uma situação confortável, Judson acredita que a situação dos idosos não é boa. “Como eu faço parte da classe média, eu não sofro, mas quando eu veja a saúde do idoso, o transporte quando um ônibus não para, a falta de calçadas, eu acho injusto”, afirma.

O morador do Guará, Paulo de Souza (81), estava admirado com a nova sede da Câmara. “Aqui é muito bonito, essa assembleia legislativa foi a melhor coisa que fizeram”, avaliou. O aposentado aproveitou a oportunidade para reivindicar direitos. “A leis para a saúde do idoso estão à zero. Brasília deveria ter hospitais públicos de maior envergadura, e não tem”, comenta.

“Para andar de ônibus os idosos sofrem. A gente depende e faz muitos sacrifícios”, reclama a dona de casa Maria Alves Cecília (74). A visitante Vanderlina Xavier de Lima também acredita que faltam políticas para os idosos. “Falta um bom atendimento médico, mais atividades e passeios. Participo de um grupo de idosos que falta um ônibus para transportar a gente”, explica.

Írea Miquelim coordenadora da associação Rosas de Prata, no Núcleo Bandeirante, diz que o grupo passa por dificuldades. “Estamos instalados na Casa dos pioneiros, que foi construída há 28 anos, e nunca foi reformada. O forro está caindo, as portas não estão fechando. Temos uma grande necessidade que alguém se lembre do nosso grupo que já tem 18 anos sem ajuda”, declarou. A coordenadora também critica a postura de alguns políticos. “Várias deputados vão lá, dão tapinha nas nossas costas e esquecem que a gente existe” revela.

Joel Alves subsecretário para assuntos da terceira idade, explica que a visita trata do Programa Brasília na Melhor Idade. “É importante que as pessoas que ajudaram na construção de Brasília venham vejam e relembrem do resultado de seu trabalho”, explica. Para ele, é importante proporcionar entretenimento na vida dos idosos. “Temos pioneiros e donas de casa que raramente saem de Casa e que nunca vieram à Câmara Legislativa, e outros monumentos”, comenta.

Segundo a organização do evento, a mostra conta uma “breve história e busca reforçar o valor-histórico-cultural da cidade”. É uma homenagem à cidade e seus criadores, por isso não poderia ter presenças mais honrosas, do que a daqueles que construíram a Brasília com suas próprias mãos. A exposição vai até o dia 07 julho de segunda a sexta, das 9h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h.

(Visited 1 times, 1 visits today)