Câmara em Pauta Rede vai criar "Observatório Internacional Da Democracia No Brasil"
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Rede vai criar “Observatório Internacional Da Democracia No Brasil”

Por Ana Alakija – A Rede em Defesa da Democracia no Brasil, criada nos Estados Unidos no ultimo fim de semana em Nova Iorque por um grupo de acadêmicos e ativistas brasileiros e não brasileiros aprovou a criação de um Observatório Internacional da Democracia no Brasil. A decisão de criar o Observatório faz parte do conjunto de atividades aprovadas durante a plenária final do evento, que reuniu em torno de duzentos ativistas e acadêmicos na Columbia Law School com o objetivo de criar a rede.

A rede tem o propósito de fortalecer a democracia no Brasil, por conta das incertezas que pairam no ar com a eleição do novo presidente da República, Jair Bolsonaro, a tomar posse no dia 1 de janeiro de 2019, e que tem demonstrado a face da intolerância. O observatório será sediado na Brown University, no estado de Rhode Island e funcionará com atividades que visem fortalecer a democracia brasileira.

O encontro foi aberto pelo professor James Green, da Brown University, que coordenou um painel, tendo a participação de Debora Diniz, antropóloga da Universidade de Brasília (UnB) e pesquisadora do Anis-Instituto de Bioética e defensora dos direitos humanos; Gladys Mitchell-Walthour, cientista política, especialista em raça no Brasil e presidente da Associação de Estudos Brasileiros  (BRASA); Sidney Chalhoub, professor de história brasileira na Universidade de Harvard; e Alex Main, diretor de política internacional do Centro de Pesquisa Econômica e Política (CEPR) em Washington, DC.

Dentre outras decisões aprovadas no evento estão a criação de um comitê nacional com representantes de grupos afiliados para coordenar campanhas em diversos estados norte-americanos onde residem brasileiros e outras atividades; o estabelecimento de um escritório da rede no Brasil e em Washington, D.C; a organização de um dia nacional de manifestações públicas em memória de Marielle Franco;  e apoio à campanha de petição iniciada pelo Associação de Estudos Brasileiros  (BRASA) em defesa dos direitos humanos e da liberdade acadêmica no Brasil.

Encontro

Duzentos ativistas e acadêmicos se reuniram no sábado, 1º de dezembro, na Columbia Law School para formar uma Rede Nacional nos Estados Unidos pela Democracia no Brasil. Após um longo dia de discussões, o encontro decidiu formar uma rede nacional descentralizada, democrática e apartidária com três objetivos: (1) Educar o público dos EUA sobre a situação atual no Brasil; (2) Defender avanços sociais, econômicos, políticos e culturais progressivos no Brasil; (3) Apoiar movimentos sociais, organizações comunitárias, ONGs, universidades e ativistas, etc., que serão vulneráveis ​​neste novo clima político.

Durante a manhã, após o painel, os participantes se reuniram em grupos de trabalho e sessões plenárias para discutir os diferentes desafios que ameaçam a democracia brasileira. Na sessão da tarde, os participantes dividiram-se em diferentes grupos de trabalho para delinear prioridades e desenvolver estratégias concretas para abordar questões específicas. Ficou reconhecida a interseccionalidade de muitos dos temas em discussão, tais como liberdade acadêmica; Afro-descendentes / raça; economia; Pessoas indígenas; trabalho e trabalhadores; terra e trabalhadores rurais; direito e justiça; LGBTQI +; Lula Livre; meios de comunicação; religião; saúde pública e acesso universal; segurança pública; questões socioambientais; movimentos urbanos; trabalhando com o Congresso; e mulheres.

Visita

Durante os trabalhos de instalação da rede, dois líderes políticos brasileiros, que estavam em Nova York, visitaram o evento: Raul Amorim, membro da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores e presidente da oposição que desafiou Bolsonaro na segunda rodada das eleições de 2018. Ambos saudaram os participantes e destacaram a importância desse esforço internacional para defender a democracia e os direitos econômicos, sociais, políticos, ambientais e humanos no Brasil.

Por Ana Alakija (www.alaionline.org.br)

 

(Visited 1 times, 1 visits today)
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03