Câmara em Pauta Acusado de corrupção, Netanyahu confirma presença na posse de Bolsonaro
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Acusado de corrupção, Netanyahu confirma presença na posse de Bolsonaro

A polícia de Israel recomendou neste domingo (2) que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu seja acusado no caso conhecido como 4000, que investiga se ele recebeu cobertura positiva do site de notícias Walla em troca de favores a seu proprietário, informou a polícia em comunicado.

Netanyahu, deve comparecer à posse de Jair Bolsonaro, segundo a informação divulgada na última quinta-feira (29) pela assessoria do presidente eleito, como sendo o primeiro chefe de Estado a confirmar participação no evento, acrescentando que a estadia do primeiro-ministro no Brasil “poderá representar um reforço nas relações do país com Israel”.

Já a polícia afirma, que têm indícios suficientes para acusar o chefe de governo “de suborno, fraude e abuso de confiança” e também para o indiciamento do acionista majoritário do grupo Bezeq e do site de notícias Walla, Shaul Elovitch. Caso compareça pose de Bolsonaro no dia 1º de janeiro, Netanyahu será o primeiro chefe de estado acusado de fraude a prestigiar a posse do presidente eleito do Brasil.

 

(Visited 1 times, 1 visits today)
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03