Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Isenção do IPVA vai custar mais ao bolso dos brasilienses

Postado por Simone de Moraes

29/08/2011 6:43




O projeto do Governo do Distrito Federal (GDF) que isenta o consumidor da parcela do  Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)  no ano da compra do veículo zero-quilômetro vem causando polêmica. Na Câmara Legislativa, para onde foi encaminhada a proposta,  a deputada distrital Celina Leão (PRM) propõe emenda, uma vez que o custo do IPVA Zero passa automaticamente para o consumidor, que pagará uma alíquota maior do imposto nos anos seguintes. No setor, lojistas reclamam que a mudança serve para beneficiar apenas as concessionárias, que não terão mais o ônus ao conceder a isenção na compra do carro zero.

“Sou contra a proposta porque tira o custo dos empresários, que já ofereciam essa promoção, para repassar para o consumidor. Se o governo deseja dar  isenção, que seja, de fato, uma isenção e não um repasse, nos anos seguintes, da conta que não foi paga. O IPVA é um imposto caro, mas é bem mais barato que o carro. O governo não pode maquiar esse benefício”, explica a parlamentar.

Segundo o projeto, o brasiliense terá de trocar a gratuidade que as concessionárias concedem hoje por uma elevação da alíquota de 3% para 3,5% do IPVA em três anos. Isso representa, em média, um acréscimo no imposto que pode chegar a 16%, dependendo do modelo do veículo.

Para Celina Leão, todo mundo vai sair perdendo se a proposta for aprovada. “O que ouvimos do GDF era que a isenção seria para segurar as concessionárias aqui, mas segurar por quê? É uma minoria de empresários que é beneficiada, um seguimento específico. Esse projeto precisa ser repensado. A população não pode pagar a conta”, ressalta.


Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

(Visited 1 times, 1 visits today)