Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Núcleo Bandeirante tem 19% da população com ensino superior

Postado por Simone de Moraes

14/07/2011 14:04



 

Do G1 – As pessoas com ensino superior completo no Núcleo Bandeirante, região administrativa a 13 quilômetros de Brasília, representam 19% da população total, que deve chegar a 26.089 em 2011. O número é menor apenas que o de Águas Claras, onde 27,8% dos moradores têm este grau de instrução. A informação faz parte da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD), divulgada nesta quinta-feira (14) pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan).

O estudo aponta que no Núcleo Bandeirante 57% dos domicílios são próprios. No entanto, para o administrador da região administrativa, Elias Carneiro, o percentual de casas alugadas na região também é relevante (36,8%). “Os preços para aluguel são bons no Núcleo Bandeirante e a região tem fácil acesso às faculdades e ao Plano Piloto. A tranquilidade da cidade também contribui para isso”, explicou Carneiro.

A região tem crescimento anual semelhante ao do Distrito Federal. A região cresce 2,2% ao ano e o DF, 2,3%. A pesquisa apontou que quase metade dos moradores do Núcleo Bandeirante vive na cidade há mais de 15 anos. A proporção de idosos na cidade (16,4%) é pouco mais que dobro da registrada na capital federal (7,4%). Já a de crianças, é menor. No Núcleo Bandeirante, 18,2% da população corresponde a jovens de 0 a 14 anos, enquanto no DF corresponde a 25,5%.

A quantidade média de pessoas por domicílio na região administrativa é de 3,3. A gerente de estudos e pesquisas socioeconômicas da Codeplan, Iraci Peixoto, disse que esta é uma tendência no Brasil e isso também vêm sendo apontado nas pesquisas do órgão.

Problemas
Apesar dos índices positivos em relação ao serviço de limpeza pública – a pesquisa apontou que em 100% da região este serviço está disponível, o administrador Elias Carneiro acredita que a cidade ainda tem um problema: a coleta de lixo. “Temos um problema sério. Há dois meses, recolhemos cerca de 60 lixeiras e contêiners quebrados. Foi preciso remanejar verbas destinadas às obras para comprar um novo material. Vamos providenciar cerca de 150 lixeiras para todos os setores da região em, no máximo, de 90 dias”, enfatizou.

Carneiro disse que os caminhões de coleta começam a passar nas vias para fazer o serviço às 18h e isso faz com que a cidade fique suja durante o dia. “Coletamos lixo diariamente, mas a população ainda joga o material na rua fora do horário, que às vezes passa o dia inteiro na rua. Queremos implantar os Eco Bairros, a exemplo da região do Cruzeiro, e também trabalhar com a coleta seletiva”.

Outro problema apontado pelo administrador foi transporte, que para ele está defasado na região. Exemplo disso pôde ser notado na PDAD. A pesquisa apontou que 66,6% dos domicílios do Núcleo Bandeirante possuem automóveis. “Da nossa parte, há interesse de termos esta conversa com o Secretário de Transportes do DF porque precisamos melhorar as linhas de ônibus, oferecer mais conforto e ter maior circulação no transporte”, afirmou Carneiro.

O Diretor de Gestão de Informações da Codeplan, Júlio Miragaya, disse que é necessário pensar no transporte público da região, por onde passam muitos trabalhadores rumo ao Plano Piloto diariamente. “Ciclovias também são importantes para a segurança da população”. A quantidade de ciclistas no Núcleo Bandeirante, no entanto, não é alta. Apenas 19,8% dos domicílios da região contam com ao menos uma bicicleta. O número é menor que o de Riacho Fundo, onde a PDAD encontrou 37,8% das casas com este meio de transporte.

Moradores de rua e tráfico de drogas são outros problemas na região. “Temos tentado alguns trabalhos de inteligência com a Polícia Militar, que está acompanhando o tráfico de drogas para dar uma resposta à comunidade. Até o fim deste ano, ou no próximo, queremos resolver esta questão da segurança”, explicou Carneiro.

Melhorias
O administrador do Núcleo Bandeirante afirmou que um novo hospital com cerca de 100 leitos deve chegar à região brevemente. “Conversei com o Secretário da Saúde do DF e com isso ganhamos um hospital. Também vamos disponibilizar para a população uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o posto de saúde, com atendimento à mulher e idosos, por exemplo”, afirmou.

Carneiro disse que a administração regional pretende construir ciclovias ligando o Núcleo Bandeirante ao Setor de Chácaras e ao Park Way. Calçadas com acessibilidade também estão nos planos do administrador. “Pretendemos fazer uma parceria com a administração do Park Way para que possamos fazer essas construções para a comunidade”.

(Visited 1 times, 1 visits today)