Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Jornalista ameaçado de morte recebe apoio na CDH

Postado por Simone de Moraes

5/04/2011 9:42



O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal, Lincoln Macário, denunciou nesta segunda-feira (4) na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado (CDH) agressão contra o repórter fotográfico Victor Antônio Soares Filho. Conforme o sindicalista, o fato ocorreu no dia 30 de março durante diligência da Polícia Federal no edifício Barão de Mauá, no Setor de Indústrias Gráficas de Brasília.

Victor foi espancado e ameaçado de morte no exercício da profissão por Afonso Luciano Gomes Amâncio e seu filho, de mesmo nome, que estão sendo investigados pela Polícia Federal – contou o presidente do sindicato.

Segundo Macário, o agressor tentou jogar o jornalista do terceiro andar do mezanino do prédio. O repórter havia sido contratado por uma empresa de comunicação de Manaus para fotografar uma operação de busca e apreensão da PF em Brasília. Dois agentes da polícia, Leonardo Carvalho e Ericson Silva, tiveram que agir para sustar a investida dos agressores.

As ameaças de morte prosseguiram na frente de um delegado da Polícia Federal, que, de acordo com o sindicalista, prestou o auxílio ao repórter e forneceu uma declaração que apóia a denúncia do sindicato.

Pedimos à comissão que nos auxilie para evitar uma mal maior. O agressor é suspeito de ser mandante de outros crimes no Amazonas – declarou Macário, que já encaminhou o caso ao Ministério da Justiça.

O presidente da comissão, senador Paulo Paim (PT-RS), prometeu não só levar acompanhar o caso de Victor no ministério e na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República como realizar uma audiência pública para tratar das agressões a jornalistas.

Ricardo Koiti Koshimizu / Agência Senado

(Visited 1 times, 1 visits today)