Responsive Ad Slot

Protesto em frente à casa de Temer pede sua renúncia

Postado por Simone de Moraes

28/04/2017 22:24


O protesto em frente à casa do presidente Michel Temer, em São Paulo, marcado por confronto entre manifestantes e a polícia, pediu a sua saída da presidência com renuncia imediata. Os manifestantes foram a residência do presidente, que fica na zona oeste da capital paulista, em passeata.

A polícia de Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, soltaram bombas de efeito moral, balas de borracha e gás lacrimogêneo no grupo de manifestantes, sem nenhuma provocação aparente, apenas pelo desejo de criminalizar as manifestações.

Durante todo o dia, trabalhadores paralisaram as atividades em vários setores do país, especialmente do transporte público, em adesão à greve geral convocada pelas centrais sindicais contra as reformas trabalhista e da Previdência, propostas pelo governo de Temer.

O presidente Michel Temer está em Brasília. Em nota, Temer manifestou-se sobre os protestos contra as reformas e afirmou que “houve a mais ampla garantia ao direito de expressão, mesmo nas menores aglomerações”. O presidente acrescentou que os debates sobre as reformas – alvo de críticas e intensos protestos das centrais sindicais – continuarão a tramitar no Congresso Nacional. Não se sabe até quando.

 

 

Com informações da Ag.Brasil