Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Nuvem negra paira sobre Brasília

Postado por Simone de Moraes

25/03/2011 16:18


Crédito:

Parece que uma “nuvem negra” paira sobre a Câmara Legislativa. Na “onda” das denúncias, os nomes da vez agora são dos deputados Raad Mansur (DEM) e Chico Leite (PT). Por mais que muitos distritais afirmem que essas acusações não desestabilizam os trabalhos da casa, é difícil crer nisso já que o espaço nas sessões – quando tem sessão!­ – destinado a debates e votações é utilizado para fazer autodefesas e fraternas demonstrações de solidariedade. É um tanto intrigante essa “onda”, ou melhor, tsunami, chegar e atingir tantos parlamentares numa mesma semana. Será coincidência?

Ouvimos a opinião de alguns deputados sobre essa “onda”. O ponto de convergência entre os parlamentares é o mais que conhecido discurso da necessidade de apuração. Para o vice-presidente da Câmara Legislativa, o deputado Dr. Michel (PSL), as denúncias são bem-vindas e não atrapalham o andamento dos trabalhos na casa. “Acredito que os trabalhos nada têm a ver com as denúncias. O trabalho da casa é fazer leis e as denúncias vão ser investigadas pelas comissões pertinentes”, disse o vice-presidente. Paradoxalmente, ele considera perda de tempo o uso da tribuna para os deputados denunciados se defenderem ao invés de debaterem questões importantes à sociedade.

Mesmo não presenciando no plenário uma atuação com mais foco social, há deputados que acreditam que a casa está em pleno funcionamento, como é o caso do deputado Olair Francisco (PTdoB). “Estamos fazendo nosso dever de casa e bem. As comissões estão votando, participei de uma reunião e debatemos quatro PL (Projeto de Lei) muito importantes, outros requisitos têm funcionado bem”, disse o deputado sem citar quais “requisitos” estão funcionando mal. Ele ainda enumera as atividades dos parlamentares da casa. “Estão analisando bem os projetos, estão passando as comissões direitinho, o pessoal ta trabalhando”, acredita.

Quanto às denúncias, outra coincidência é que a maioria delas se referem a doações para as campanhas. É como se usassem um mesmo tipo de “munição”. Só não se sabe quem é o “atirador” e se todos os alvos já foram acertados. Mas o que é certo, é que todos esses acontecimentos têm causado um clima de tensão na casa, e com certeza, com esse clima os trabalhos não fluem como deveriam.

Agora vamos às novidades… Após, o encerramento da sessão de quinta-feira (25), no saguão do plenário, vimos mais um sinal de fumaça. O deputado Raad Mansur, falava ao celular, num tom um pouco mais forte, rodeado por assessores e jornalistas. Como diz o ditado “onde há fumaça há fogo”, perguntamos ao distrital o motivo da movimentação. Raad disse que não se tratava de uma denúncia, mas apenas que o TRE tinha desaprovado uma das doações (sim, de novo as doações…) que recebeu para sua campanha. “Recebi uma doação de uma empresa de 30 mil reais, declarei no banco, em nome do candidato, e na minha prestação de contas. Só que o TRE diz que a empresa não podia fazer esta doação, como é que vou adivinhar?”, indaga o deputado.

A fonte das denúncias são as mais diversas, jornais, televisão, e até o nome do ex-governador Arruda voltou à tona, numa denúncia que o próprio fez ao deputado Chico Leite. Arruda afirmou que Chico participou do esquema de corrupção revelado pela operação Caixa de Pandora. Segundo a denúncia, Chico Leite pediu dinheiro e apoio político para se candidatar ao Senado Federal nas eleições de 2010. Para se defender, Leite deu entrevista coletiva, na noite da quinta-feira(25), ele e negou a acusação e protocolou um pedido de investigação de sua própria vida na Câmara Legislativa.

O balanço dessa semana foi de uma sessão plenária – quarta-feira (23) – acalorada e cheia de debates improfícuos para as necessidades da cidade. Apenas uma porque as outras duas não existiram. A sessão de terça-feira(22) foi inicia e cinco minutos depois encerrada, sem que ninguém tenho justificado o motivo. E nesta quinta-feira, a sessão foi iniciada, suspensa, e posteriormente, encerrada também sem debates relevantes. Mesmo com a alegação das comissões estarem em atividade, há algum tempo não vemos as sessões cumprirem suas reais finalidades. Agora nos resta é saber, qual o interesse da “nuvem negra”?

 

Veja os Vídeos:


(Visited 1 times, 1 visits today)