Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Estádio Mané Garrincha poderá ser “Ecoarena Coca Cola”

Postado por Simone de Moraes

17/04/2013 21:31


Crédito: Ag

O Estádio Nacional de Brasília, poderá ter o “Mané Garrincha” de sua nomenclatura vetado pela Federação Internacional, de Futebol (FIFA), apesar das negativas do governador Agnelo Queiroz sobre os vetos ao craque. É que a Fifa poderá decidir o nome da arena, pelo menos durante os grandes eventos de Futebol e segundo informações do Jornal de Brasília, em matéria publicada na última sexta (12), aqui o nome escolhido poderá ser “Ecoarena Coca Cola”. 

Explicando a grosso modo: pelo acordo Fifa tem a prerrogativa de chamar os estádios das cidades sede do que achar melhor e aqui em Brasília, o estádio só seria rebatizado caso uma empresa adquira os naming rights da arena, como aconteceu em Salvador, onde a Fonte Nova será “Arena Itaipava”. Segundo a publicação, quem está em negociações adiantadas para dar o nome ao Mané Garrincha é a marca de refrigerantes e o acordo teria sido costurado diretamente pela sede da empresa, nos Estados Unidos, sem passar pelo braço brasileiro da companhia.

 

O Jornal lembra que a Coca Cola é uma das principais patrocinadoras da Fifa desde a Copa do Mundo de 1994. Câmara em Pauta lembra que aqui em Brasília há campanhas de arrecadação de garrafas pet para reutilização em etapas da construção do estádio capitaneadas pela empresa. Também não é demais lembrar das polêmicas com o mascote da Coca para a Copa, o Tatu Bola batizado de "Fuleco", que sofreu “ataques”, quando esteve em exposição em terras candangas e imaginar o que pode ocorrer caso o nome da arena se confirme, daqui até a inauguração prevista para o dia 18 de maio.

 

GDF – O Jornal de Brasília afirmou que à sua equipe de reportagem, a Secretaria Especial da Copa do Mundo (Secopa-DF), negou “enfaticamente a negociação do nome do Mané Garrincha com a Coca-Cola ou qualquer outra empresa” e alegou que não há qualquer conversa sobre este tipo de negócio no momento e que o nome oficial é “Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha”.

 

Em nota divulgada antes do adiamento da inauguração, no dia 5 de abril, o GDF informou que a FIFA e Comitê Organizador Local (COL) já haviam esclarecido que não há veto algum ao nome do estádio e reafirmando que o nome oficial da arena, para o governo e o povo do Distrito Federal, é Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, mas admitiu que um acordo fechado em 2008 poderia resultar na “alteração temporária” dos nomes dos estádios que receberão jogos da Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo de 2014.

 

Leia a nota do GDF na íntegra.

 

Nota de esclarecimento sobre o nome do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

 

Brasília, 5 de abril de 2013 – A nova arena em Brasília será inaugurada em 21 de abril, com o nome oficial de Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

A nova arena em Brasília será inaugurada em 21 de abril, com o nome oficial de Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

 

A FIFA/Comitê Organizador Local (COL) já esclareceu que não há veto algum ao nome do estádio. O GDF reafirma que o nome oficial da arena, para o governo e o povo do Distrito Federal, é Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

 

Sobre a hipótese de alteração temporária dos nomes dos estádios que receberão jogos da Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo de 2014 pela FIFA, esta é uma regra que se aplica a todas as cidades-sede e integra o compromisso internacional firmado entre o Brasil e a entidade máxima do futebol, assim como o contrato assinado com o Distrito Federal, como cidade-sede, em 2008.

 

Esse compromisso é internalizado para a esfera da legislação local por meio do Projeto de Lei nº 1.415/2013, encaminhado pelo GDF à Câmara Legislativa do Distrito Federal. O artigo que trata sobre o tema reproduz, portanto, a cláusula contratual com a FIFA/COL, prevista como forma de evitar qualquer tipo de uso indevido (político e comercial) dos nomes dos estádios, pelas cidades-sede, tendo em vista que se trata de um evento com projeção internacional. Segundo a FIFA/COL, há uma padronização dos nomes para vendas de ingressos, sem qualquer prejuízo ao nome oficial da arena.

 

A FIFA não tem ingerência sobre o nome oficial do Estádio, usado durante a Copa das Confederações e Copa do Mundo. A denominação passa por uma decisão do COL e a cidade-sede, ocorrida em 2010.

(Visited 1 times, 1 visits today)