Responsive Ad Slot

Pivô do escândalo do Ministério dos Esportes invade Palácio do Buriti e agride Secretário de Governo

Postado por Simone de Moraes

7/12/2011 21:36


Crédito:

Preso por volta das 15h desta quarta (07) o ex-soldado da Polícia Militar (PM) João Dias Ferreira. As informações extra-oficiais até o momento é que Dias teria subido pelo anexo do Palácio do Buriti, antes porém teria pichado o carro do Secretário de Governo Paulo Tadeu.

Na recepção João Dias teria forçado sua entrada agredido duas pessoas: uma assessora e um Policial Militar que tentou conter o exaltado ex-soldado, e ao entrar na gabinete do Secretário teria jogado um maço de dinheiro no seu rosto. Os dois foram encaminhados ao Instituto Médico legal (IML), para o exame de corpo de delito. 

Dias foi detido ainda dentro do Palácio do Buriti por seguranças, e acusado de agressão. Ele foi preso e logo em seguida levado para a 5ª Delegacia por policiais militares onde presta depoimento.

O advogado do Ex-PM, André Luiz Figueira Cardoso falou com a imprensa do lado de fora da delegacia e disse que seu cliente teria ido ao Buriti para “devolver R$ 200 mil reais que teria recebido em casa ontem” (terça, 06/12) e que tudo estaria registrado em vídeo. Paulo Tadeu informou que o episódio foi uma tentativa de João Dias para constranger o Governo.

 Dias é delator do suposto esquema de desvio de verbas do programa Segundo Tempo do ministério dos Esportes, denúncia acabou levando à demissão de Orlando Silva, que respondia pela pasta e foi acusado pelo ex-PM.

No final da noite de hoje a Secretária de Comunicação do GDF distribuiu nota para população.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

Secretaria de Estado de Comunicação Social

Nota à Imprensa


A Polícia Civil do Distrito Federal informou que, após ser preso no Palácio do Buriti e conduzido à 5ª Delegacia de Polícia, João Dias foi autuado pelos crimes de injúria, por insultar de forma racista uma das servidoras, e pelo menos duas lesões corporais, contra a outra funcionária e um policial militar em serviço da equipe de segurança do Palácio.

Ao término da autuação na delegacia, João Dias será encaminhado à Corregedoria da Polícia Militar.

A Polícia Civil informou ainda que foram recolhidas na Secretaria de Governo cédulas de dinheiro que João Dias teria jogado sobre a mesa das servidoras, que reagiram contra a agressão e absurda situação. As notas serão periciadas pelo Instituto de Criminalística da Polícia Civil, que vai apurar a origem do dinheiro.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

Secretaria de Estado de Comunicação Social
(Visited 1 times, 1 visits today)