Projeto de Lei apresentado na CLDF aproveita funcionários da CEB

Os deputados distritais Agaciel Maia e Rafael Prudente apresentaram, terça-feira (17/05), o projeto de lei 2764/2020 que busca aproveitar os empregados da antiga CEB Distribuição demitidos pela Neoenergia Distribuição Brasília após o processo de privatização ocorrido em 2021. Desde o mês passado, o sindicato da categoria já contabilizou 51 trabalhadores que perderam o emprego.
 Segundo o projeto, os empregados serão aproveitados na CEB Holding, na CEB Ipês ou em empresas do GDF.
A  lei é  retroativa a março de 2021, momento em que a privatização ocorreu. Desta forma, aqueles que foram demitidos recentemente conseguiriam seus empregos de  volta.
Rafael Prudente admite saber que o PL tem vício de iniciativa, mas trata a ação como uma tentativa de chamar atenção. “É uma provocação nossa ao Executivo. Existem tantas empresas no DF que podem absorver os empregados, que não é justo que aconteça isso com eles”.
O deputado  Agaciel afirma que é uma questão de justiça a aprovação da lei. “Se a CEB foi vendida pelo preço que foi, é porque estes servidores fizeram parte da história da empresa e ajudaram a valorizá-la”, disse.
Agaciel pediu para que a base do GDF sensibilizasse o governo para a importância da matéria. “Agora nós estamos dependendo de acordo com as lideranças para seguir em frente com o projeto”, afirmou.
O projeto foi comemorado por membros do Sindicato dos Urbanitários do Distrito Federal (Stiu-DF) que estavam presentes nas galerias da CLDF.
Com informações do Stiu(Sindicato dos Eletricitários do DF)
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03