Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Convocação de secretários e do policial João Dias foi rejeitada na CLDF

Postado por Simone de Moraes

9/11/2011 21:32


Crédito:

A base de Agnelo Queiroz na Câmara Legislativa do Distrito Federal rejeitou na manhã desta quarta-feira (9) os requerimentos de convocação dos secretários de Governo, Paulo Tadeu, e de Saúde, Rafael Barbosa, além do soldado da PM, João Dias, delator do suposto esquema de desvios de recursos do programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte. A proposta foi protocolada na Comissão de Assuntos Sociais pela presidente, deputada Liliane Roriz (PSD).

De acordo com os pedidos, os secretários e o PM prestariam informações sobre o possível envolvimento no escândalo que envolve verbas do Segundo Tempo, que seriam destinadas a programas sociais de comunidades do Distrito Federal.  “É muito estranho o governo não ser o primeiro a querer esclarecer essas denúncias que estão sendo divulgadas pela mídia. Sou da seguinte teoria: quem não deve não teme. E está nítido que o governo temeu”, afirmou a autora dos requerimentos.

Integrante da oposição ao GDF, Liliane descartou o possível uso político dos depoimentos na Comissão de Assuntos Sociais. “Não é uma questão de eu ser oposição ao governador Agnelo. Neste momento, sou da base aliada do povo e represento a vontade do que ouço nas ruas. Ao contrário do que demonstra ser quem tenta empurrar para baixo do tapete um escândalo como esse”, desabafou a distrital.

Blindagem

A votação ganhou reforço de fortes aliados do governador Agnelo Queiroz (PT). Os deputados Wasny de Roure (PT), líder do Governo na Casa, e ainda o deputado Chico Vigilante (PT), líder do Bloco PT-PRB, trabalharam ativamente pela rejeição dos requerimentos. “Não podemos permitir que a mídia exponha de forma negativa pessoas ligadas ao GDF”, justificou Vigilante. Já para o deputado Wasny, a comissão não é o foro adequado para esse tipo de depoimento. “Que procurem o Ministério Público e a Polícia Federal, como fez a deputada Celina Leão”, sugeriu o líder governista.

Após a discussão, os requerimentos receberam  voto favorável apenas da autora, deputada Liliane Roriz. Já os deputados governistas Evandro Garla (PRB), Luzia de Paula (PPS) e Benício Tavares (PMDB) seguiram a orientação governista e votaram contra as três convocações. Apenas o deputado Washington Mesquita (PSD), apesar de a assessoria ter confirmado a presença, não participou da votação.

Foto: Rinaldo Morelli/CLDF

 

 

(Visited 1 times, 1 visits today)