Câmara em Pauta Se não fossem os condomínios, Brasília estaria hoje toda favelizada, diz Agaciel
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Se não fossem os condomínios, Brasília estaria hoje toda favelizada, diz Agaciel

Em aparte no plenário da Câmara Legislativa, na tarde de hoje (19/10), o deputado Agaciel Maia falou sobre as áreas ocupadas irregularmente no Distrito Federal e que estão pendentes de regularização, fazendo um comparativo entre as pessoas com maior e menor poder econômico. “Nós estamos assistindo a essa situação lá do Noroeste, por exemplo. Foram lá e retiraram os índios, que vivem há anos na região. Aqui, assistimos, de uma hora para outra a edificação do lado de cá da beira do Lago, com tamanha celeridade, e ninguém aparece para embargar. Mas, quando se trata de poder econômico, quando é para defender os consumidores, defender o pequeno, é sempre difícil, porque não há grandes advogados por trás”, ressaltou.

Com relação aos condomínios, o deputado Agaciel Maia destacou a importância dos residenciais para a preservação ao redor de Brasília. “Não fossem os condomínios, hoje Brasília já estaria toda favelizada”, enfatizou o parlamentar, que mais uma vez fez questão de lembrar das dificuldades para se conseguir atender pequenas reivindicações da população. “Ultimamente, para colocar um sinal na descida para a ponte do Paranoá ou para fazer uma duplicação daquele trecho, mandam o processo para o Ibram, o Ibram manda para o DER, que devolve para o Ibram…Tamanha burocracia para fazer obra num pequeno trecho, mas quando é um grande empreendimento, quando é uma grande multinacional que faz um empreendimento em Brasília, o setor público vem e pavimenta tudo, resolve tudo num estalo de dedos”.

E finalizou seu discurso lembrando que os condomínios nasceram justamente pela falta de uma política habitacional voltada para atender, principalmente, a classe média. “Os problemas surgem e depois o Governo vai lá para derrubar. Mas não fez uma política de assentamento com dignidade para as pessoas. Para derrubar, está sempre presente, sempre para massacrar o mais fraco, seja através de grandes advogados, seja através de agências de fiscalização para promover derrubadas”, disse, concluindo que a culpa de todas essas mazelas de Brasília não é do povo.

(Visited 1 times, 1 visits today)
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03