Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Ex-assessor do GDF suspeito de corrupção no Transporte se apresenta

Postado por Simone de Moraes

11/10/2011 0:56



Do Correrio Braziliense – O ex-assessor especial do GDF José Geraldo de Oliveira Melo se apresentou na Divisão Especial de Repressão aos Crimes Contra a Administração Pública (Decap) por volta das 11h desta segunda-feira (10/10). Melo e o ex-secretário adjunto de Transportes Júlio Luís Urnau são acusados de concussão – extorsão praticada por funcionários públicos. Urnau ainda é considerado foragido da Justiça, entretanto, o advogado do ex-secretário, Délio Lins, esteve na delegacia às 14h45 e afimrou que seu cliente se apresentará na terça-feira (11/10) à tarde. Ambos são investigados por envolvimento em um esquema de propina em contratos firmados entre o GDF e o Centro de Assistência Social às Pessoas Portadoras de Deficiências do DF (Casped).

No sábado (8/10), o ex-secretário de Transportes do Distrito Federal, Alberto Fraga, prestou depoimento. Ele foi chamado para tentar explicar a relação que tinha com as cooperativas de transportes do DF. A Polícia Civil estuda dar voz de prisão a Fraga, porém, a Decap só deve fazer isso depois que todas as investigações acerca da suposta propina recebida por Fraga estiverem concluídas.

Entenda
Entidade sem fins lucrativos, o Casped foi contratado pelo DFTrans com o objetivo de intermediar a indicação de deficientes físicos para trabalhar na autarquia sob ingerência da Secretaria de Transportes. Mas os servidores não apresentavam necessidades especiais, eram fantasmas e, alguns, tinham parentesco com os próprios ex-gestores do órgão.

Três homens envolvidos foram presos na sexta-feira (7/10) acusados de participar do esquema e de outros crimes que a delegacia preferiu não divulgar ainda para não prejudicar as diligências. Os detidos são funcionários da Cooperativa dos Profissionais do Transporte Alternativo do Gama (Coopatag) e são suspeitos de pagar R$ 800 mil ao ex-secretário para obter autorização para operar no sistema de transporte público do DF. Uma outra empresa, a Cooperativa Brasiliense de Transportes Autônomos, Escolares, Turismo e Especiais do DF (Coobrataete), que opera no Paranoá e em São Sebastião, também é alvo das investigações.

A Decap explicou que além de depoimentos, há uma foto que comprovaria que Fraga autorizou a cooperativa ingressar no sistema de transporte após o pagamento ilícito. A polícia informou ainda que a Coopatag, antes do suborno, havia vencido a licitação para operar no Gama, porém, antes de começar a oferecer o serviço, os representantes da empresas teriam passado a ser pressionados e ameaçados pelo ex-secretário adjunto de Transportes Júlio Luís Urnau, 42 anos, e pelo ex-assessor especial do GDF José Geraldo de Oliveira Melo. Ambos foram acusados de concussão – extorsão praticada por funcionários públicos.Os R$ 800 mil, de acordo com as investigações, teriam sido divididos. Ao ex-governador José Roberto Arruda caberiam R$ 300 mil. Alberto Fraga ficaria com R$ 300 mil e o restante seria divido entre Júlio Luís Urnau e José Geraldo de Oliveira Melo. Arruda será convocado pela Decap para prestar esclarecimentos.

A operação foi batizada de Regin, em referência a um anão da mitologia nórdica dotado de extrema inteligência e destreza, a ponto de ter construído uma casa de ouro e gemas para seu pai.Defesa
Em nota, o ex-secretário de Transporte Alberto Fraga se defende das acusações de corrupção na pasta. Ele afirma que o governo atual cria “factoides para desqualificar seus opositores”.

Confira a nota na íntegra:

O Governo Agnelo tenta esconder a sua notória incompetência criando factoides para desqualificar seus opositores.

“Nunca antes na história dessa cidade” a Polícia Civil, instituição respeitada do Estado, foi tão usada pelo governo para criar constrangimentos a quem lhe faz oposição.

Todo o DF sabe que tive a coragem de retirar das ruas 5000 vans piratas e são exatamente esses que lançam acusações descabidas e sem provas para esconder sua incompetência na gestão de cooperativas que venceram licitações, tiveram autorização judicial para funcionar, mas não conseguem cumprir seus compromissos.

O Governo Agnelo está levando Brasília a uma total paralisia, com obras paradas e hospitais caóticos, e fica criando falsos escândalos para tentar colocar a culpa da sua ineficiência nos governos anteriores. Até quando?

Alberto Fraga
Presidente do Democratas do DF

(Visited 1 times, 1 visits today)