Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Depois do puxão de orelha a base aliada acorda e vota 30 projetos

Postado por Simone de Moraes

26/10/2011 3:08


Crédito:

Depois de um puxão de orelhas do governador Agnelo Queiroz, a base aliada acordou e resolveu voltar às votações nesta terça-feira (25), depois de quase três semanas improdutivas. Em uma hora foram aprovados 30 projetos de autoria dos próprios deputados, que passaram pelo plenário sem emitir nenhum pronunciamento na tribuna. Um acordo garantiu a aprovação de forma tranquila, por unanimidade, de muitas das proposições que constavam na Ordem do Dia.

O arranjo para retomar as votações foi negociado com a presença do governador Agnelo Queiroz, num jantar nesta segunda-feira (24) à noite, em Águas Claras, com a participação de 18 parlamentares da base. No encontro, o governador disse que não havia mais motivos para retardar as votações e cobrou que o governo não poderia ficar paralisado.

“Foi uma conversa tranqüila, que contou também com a presença do vice-governador Tadeu Filipelli. Isso é importante por que mostra a unidade do governo”, explicou o líder do PT, deputado Chico Vigilante, que acrescentou: “Agnelo também foi firme para rechaçar quaisquer denúncias e insinuações e garantir que as acusações são todas falsas”.

O deputado Israel Batista (PDT), que também esteve presente ao encontro, destacou que  Agnelo Queiroz cobrou dos deputados maior firmeza na condução dos trabalhos: “ Ele lembrou que não existe nenhuma novidade nas notícias que estão sendo publicadas e que, portanto, a atitude dos aliados deve permanecer a mesma, na defesa dos projetos do governo”, destacou.

Os projetos trazem propostas como o PL 249/2011, do deputado Patrício (PT), que institui a Semana Distrital da Educação Infantil, além de outras proposições que beneficiam consumidores, portadores de necessidades especiais e outras minorias; o projeto de lei 308/2007, que cria o  Procon eletrônico, uma proposta do deputado Benício Tavares (PMDB); a proposta do deputado Chico Leite (PT), no projeto de lei 1.419/2009, que assegura a gestantes, idosos, mães com crianças de colo e pessoas com obesidade mórbida atendimento preferencial em estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços.

Outro aprovado foi o projeto de lei 168/2011, de iniciativa da deputada Rejane Pitanga (PT), que dá aos travestis e transexuais o direito de serem chamados pelo seu nome social em órgãos públicos do DF.

(Visited 1 times, 1 visits today)