Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Distritais debatem denúncias contra governador Agnelo Queiroz

Postado por Simone de Moraes

3/08/2011 19:51


Crédito:

As denúncias de corrupção publicadas na imprensa contra o governador Agnelo Queiroz, além do bloqueio dos seus bens pela Justiça, dominaram os debates em Plenário na sessão ordinária da Câmara Legislativa, nesta quarta-feira (3). As deputadas oposicionistas, Celina Leão (PMN) e Liliane Roriz (PRTB), cobraram do governador explicações sobre as acusações feitas contra ele, enquanto distritais petistas enfatizaram que não existe crise no DF.

Celina Leão anunciou aos colegas que, como presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Ética, Cidadania e Decoro Parlamentar pretende convidar para depor um denunciante de prenome Edson, que teria feito denúncias contra Agnelo publicadas pela revista Veja. Ela anunciou que irá ao Rio de Janeiro buscar informações com o procurador que pediu o bloqueio dos bens do governador Agnelo Queiroz, criticando o fato de o processo estar tramitando em segredo de Justiça.

Liliane Roriz ressaltou também que o governador deveria dar explicações à sociedade sobre as denúncias. “Ele deveria também se afastar do cargo até que o processo seja esclarecido”, defendeu a distrital, comentando que o bloqueio de bens de um governador é um fato grave, a ser apurado.

Na defesa do governador, o presidente da Câmara Legislativa, deputado Patrício (PT),  disse que foi o condutor da Casa durante a crise sobre a Caixa de Pandora e que naquela época as denúncias não foram geradas por notas em jornais, mas por investigações da Polícia Federal e Ministério Público Federal. “Os deputados distritais não devem criar falsas crises. Não podemos estimular o denuncismo”, enfatizou.

O líder do PT, deputado Chico Vigilante, também rebateu as acusações contra o governador. “Não existe nenhuma crise de governabilidade no DF. Quem é esse senhor Edson que ninguém vê.  É uma pessoa desprezível”, comentou o  parlamentar, ao ressaltar que no governo Agnelo não existe pagamento de propina.

 


Zildenor Ferreira Dourado – CCS – CLDF  – Foto: Carlos Gandra
(Visited 1 times, 1 visits today)