Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

A rinha da CLDF

Postado por Simone de Moraes

4/03/2012 0:45


Crédito:

 

 

O último episódio que levou a Câmara Legislativa do Distrito Federal às manchetes da imprensa e das redes sociais foi o furacão cujo rastro ainda está pelo ar e causou espanto e indignação a categoria e a comunicação interna da Casa. Nesta sexta (02), o presidente da Mesa Diretora, Patrício (PT), exonerou dois jornalistas que exerciam cargos de confiança na comunicação da Casa: o assessor da coordenadora, Ivan Carvalho e o chefe da divulgação Eder Wen. Ambas as exonerações não foram explicadas.

Ivan atuava na CLDF desde os primeiros anos e ainda não há notícias sobre quem o substituirá. Quanto à demissão do jornalista Eder Wen, o cargo tem que ser ocupado por jornalista concursado e os colegas não querem assumir em solidariedade. Ao que parece tudo ficará centralizado na figura de Anna Karolina, coordenadora de Comunicação Social da CLDF.

Especulações – Como as coisas foram feitas sem a menor transparência, tudo que há até o momento sobre o fato são especulações. O jornalista Chico Sant’Anna publicou em seu blog que o lugar de Ivan será ocupado por um servidor vindo do GDF. Especula-se que a demissão de Carvalho fica na conta do edital para implantação da TV Distrital, pois o servidor era responsável pela elaboração e o PT teria interesse em controlar a verba publicitária, com interesses eleitoreiros.

Ainda segundo Sant’Anna, a demissão do jornalista Eder Wen pode ter sido retaliação ao deputado Chico Leite (PT), um dos que defendia a extinção dos subsídios. Wen havia sido nomeado chefe da Divulgação por Leite, que detinha direito de indicar o ocupante do cargo. Pode ter contribuído o fato de que na semana passada, Eder editou uma matéria em que Agaciel Maia (PTC) fez cobranças relativas ao funcionamento do setor e cobrava mais rapidez na implantação da TV Distrital.

Transparência – É fato que a distribuição da verba publicitária da CLDF é feita num processo sem transparência alguma. O Câmara em Pauta vem denunciando esta situação já há algum tempo, inclusive na semana passada chegamos a falar sobre a falta de gestão no setor. Quem visitar a Comunicação da CLDF poderá perceber facilmente que a equipe atua com pouca estrutura e equipe reduzida.

De acordo com um membro da comunicação, que não iremos identificar, a equipe está mobilizada e há uma proposta para conversar com o Presidente da Casa sobre a situação desencadeada. Caso não sejam recebidos, os trabalhadores da comunicação podem fazer uma paralisação na próxima terça (06), no horário da sessão ordinária.

Para nós do Câmara em Pauta, o Ministério Público deveria averiguar, por exemplo, o fato de um único CNPJ servir para pagamento da verba publicitária para vários veículos de comunicação de um mesmo dono e qual o critério de distribuição dessas cotas publicitárias, já que a deputada Celina Leão disse na última quarta (01) que o Correio Braziliense recebe sozinho mais que muitos juntos e mais que uma emissora te TV. Fica a dica.

(Visited 1 times, 1 visits today)