Câmara em Pauta Filas nos CRAS é motivo de protesto dos distritais com fala do governador
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Filas nos CRAS é motivo de protesto dos distritais com fala do governador

A primeira sessão ordinária do semestre, realizada ontem, terça-feira (02), foi marcada por uma forte reação de vários deputados distritais a uma declaração recente do governador Ibaneis Rocha (MDB) sobre as filas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Durante convenção partidária que oficializou seu nome como candidato à reeleição para o governo do Distrito Federal, Ibaneis disse que “quem reclama da fila do CRAS tem muito o que agradecer”, argumentando que os benefícios sociais de seu governo não existiam no passado.

A reação à fala do governador começou com o pronunciamento do deputado Fábio Félix (PSOL). “É uma fala lamentável porque coloca a população num lugar de favor na política de assistência social. Essa política é uma conquista da população. É obrigação do governo atender as pessoas em situação de vulnerabilidade”, criticou. Para o deputado Prof. Reginaldo Veras (PV), as pessoas estão sendo humilhadas na fila do CRAS. “O governador fala que a população que passa fome e frio nas filas do CRAS deveria agradecer. Quem é que agradece por estar sendo humilhado? O governador tinha que ter vergonha na cara e pedir desculpas para a população do DF”, exigiu.

Líder do governo na Câmara Legislativa, o deputado Hermeto (MDB) chegou a ler uma mensagem de Ibaneis explicando que a declaração teria sido dada “no calor da emoção” e que suas palavras foram usadas pelos adversários com más intenções, mas os parlamentares não se convenceram. “Bastava ele se desculpar, não precisava agir com soberba”, reclamou Reginaldo Veras. “É aquela desculpa em que se joga aos outros a responsabilidade pela fala infeliz. Resposta soberba, arrogante e lamentável”, definiu Fábio Félix.

A deputada Arlete Sampaio (PT) chamou a atenção para a demora no cadastramento das pessoas que necessitam do CRAS. “Faltam servidores no CRAS para cadastrar as pessoas necessitadas. O cadastramento é crucial para o reconhecimento daqueles que precisam dos benefícios. São 220 mil famílias passando fome no DF”, alertou. Por sua vez, Leandro Grass (PV) comentou que “Ibaneis não criou nenhum benefício social, apenas fatiou

 

 

programas sociais anteriores causando prejuízo à população”.

Vice-governador – A primeira sessão ordinária do semestre contou também com a presença do vice-governador do DF, Paco Britto, que abriu os trabalhos da Casa com uma mensagem dirigida ao parlamento local. “Sei da importância deste parlamento para a nossa capital e reconheço que cada parlamentar representa aqui a democracia, a vontade popular e a esperança dos brasilienses”, afirmou.

 

 

Eder Wen

(Visited 1 times, 1 visits today)
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03