Câmara em Pauta Governo Bolsonaro recebe refugiados venezuelanos e Instiga militares a reagirem contra o general Maduro
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Governo Bolsonaro recebe refugiados venezuelanos e Instiga militares a reagirem contra o general Maduro

Por Ana Alakija – 

Foto: O Globo

Boston (EUA) – O congressista brasileiro, Eduardo Bolsonaro, filho do presidente da república Jair Bolsonaro, declarou hoje que o Brasil está tentando mudar a posição das forças militares venezuelanas de apoio para se voltarem contra o presidente da república da Venezuela, Nicolas Maduro. 

 Eduardo Bolsonaro deu entrevista para a jornalista Amna Nawaz, da emissora de rádio e TV PBS norte-americana, em Brasília, sobre a decisão do Brasil de manter suas fronteiras abertas para os venezuelanos. O Brasil está oferecendo asilo temporário para os refugiados daquele país.

  Na matéria, a jornalista refere ao Brasil como um país liderado pelo presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro, que até agora manteve sua fronteira aberta aos imigrantes venezuelanos. E ao filho, Eduardo Bolsonaro, que “ muitas vezes serve como um enviado estrangeiro para seu pai, e que agora está considerando nomear ele para ser o próximo embaixador do Brasil nos Estados Unidos”.

  A entrevista foi conduzida pela jornalista em inglês. Eduardo Bolsonaro também respondeu em inglês como a querer mostrar que tem desenvoltura nessa língua estrangeira. O congressista foi alvo de paródia semana passada quando, para mostrar intimidade com o país norte-americano e que estava apto a assumir o cargo de embaixador, declarou que sabia falar inglês e fritar hamburger. 

É a seguinte a entrevista feita pela jornalista da PBS:

  Amna Nawaz: Você pode se comprometer que o Brasil continuará a receber refugiados venezuelanos enquanto eles estiverem fugindo?

  Eduardo Bolsonaro: Pela nossa lei aqui no Brasil, temos que aceitar todos os refugiados, porque eles não têm opção. Se eles continuarem na Venezuela, eles vão morrer. Sabemos que a melhor solução é tirar Maduro do poder na Venezuela.

  Amna Nawaz: Mas Maduro não mostrou sinais de sair. Então, o Brasil está preparado para tentar fazer com que ele saia, para forçar essa mudança?

  Eduardo Bolsonaro: Estamos tentando mudar, fazer com que haja uma reviravolta das forças militares dentro da Venezuela.

  Amna Nawaz: O Brasil está preparado para usar a força militar se necessário, se Maduro não for embora?

  Eduardo Bolsonaro: Se a Venezuela atacar o Brasil, isso muda, porque precisamos nos defender.  Mas neste primeiro momento, não estamos pensando em usar a força militar das forças brasileiras contra as forças militares de Maduro.

 

International Press Committee (IPC) a Rede Defend Democracy in Brazil (RDD) Contatos: (EUA) Ana Alakija ana.alakija@gmail.com  l Ana Paula Vargas paula.vargas@gmail.com (Brazil) Simone de Moraes simonedemoraes2009@gmail.com  l Mery Bahia meryba2222@hotmail.com  (CA) Milla Gentil millagentil@yahoo.com    (Portugal) Maria Alice nareal.alice@gmail.com (Italia) Analu Alakija) analu.alakija@gmail.com

 

Matéria original no link: https://www.pbs.org/newshour/show/for-venezuelans-fleeing-chaos-at-home-brazil-offers-temporary-refuge-and-uncertainty
https://www.pbs.org/newshour/show/for-venezuelans-fleeing-chaos-at-home-brazil-offers-temporary-refuge-and-uncertainty

(Visited 1 times, 1 visits today)
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03