Câmara em Pauta Michel Temer diz que deixar a articulação política do governo é "deslealdade"
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Michel Temer diz que deixar a articulação política do governo é “deslealdade”

Depois de uma série de boatos que circularam na imprensa durante toda semana passada, alimentados pela oposição nas redes sociais, o vice-presidente Michel Temer descartou deixar a articulação política do governo da presidente Dilma Rousseff. Numa resposta ao pedido do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), e de peemedebistas como o deputado Lúcio Vieira Lima, Temer classificou a medida extrema como uma "deslealdade".

"Não vou deixar o governo, não. Seria uma deslealdade. Estamos conversando sobre como atender a base depois que ela garantiu a aprovação do ajuste", disse Temer à coluna do jornalista Jorge Bastos Moreno. Temer se reuniu nessa sexta-feira, 3, com a presidente Dilma, para discutir a indicação de cargos para a base aliada e teria recebido aval da presidente para atender os pedidos dos aliados. 

"Tenho compromisso com o Brasil. Vou continuar trabalhando pela harmonia entre os poderes, para a retomada do crescimento e para a estabilidade institucional do País. Portanto, não serei instrumento de interesses políticos que hoje querem causar prejuízo à nação brasileira", completou o vice-presidente. 

 

Com informações do 247 

 

(Visited 1 times, 1 visits today)
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03