Paraenses não querem divisão do estado

No Pará, o não venceu. No plebiscito realizado no domingo (11), os paraenses optaram por deixar as coisas como estão. A decisão quanto a criação de mais dois Estados no território do Pará é definitiva. O plebiscito consultou a população paraense sobre a criação dos Estados de Carajás, que seria o sul e sudeste do atual Estado e Tapajós, a oeste.

A apuração terminou por volta de 1h40 desta segunda (12) e 66,6% por cento do eleitorado votou contra a criação de Carajás, e 33,40 por cento a favor. Já a criação de Tapajós teve 66,08% dos votos contra e 33,92% a favor.

Em entrevista coletiva, o governador Simão Jatene (PSDB) falou sobre o resultado do plebiscito. “Acredito que a democracia é plena quando a maioria é capaz de perceber a legitimidade e o caráter genuíno dos interesses também das minorias. Uma experiência como essa só pode ter dois resultados: ou ganhamos todos ou perdemos todos. Meu desejo como governador, como paraense e brasileiro é que ganhemos todos”, disse.

Plebiscito – A votação consultou a opinião dos eleitores sobre a criação de cada estado separadamente. Caso a criação dos dois Estados se concretizasse, o Pará remanescente ficaria com 17 por cento do território atual e 64 por cento da população.

A abstenção registrada foi de 25,71% do eleitorado paraense, o que significa mais de 1,2 milhão de pessoas. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os que não votaram terão 60 dias após 11 de dezembro para apresentar justificativa à Justiça Eleitoral.

Informações e foto, Agência Pará de Notícias.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03