Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Silêncio sobre o caso de Jaqueline Roriz é quebrado na Câmara

Postado por Simone de Moraes

16/03/2011 7:24


Crédito:

Após a divulgação do vídeo que mostra a, até então, deputada distrital, Jaqueline Roriz recebendo dinheiro das mãos de Durval Barbosa, autor das denúncias do suposto esquema de corrupção no GDF, nenhuma palavra sobre a gravação havia sido proferida na Câmara Legislativa. O silêncio foi quebrado pelo deputado Wasny Roure, líder do governo.

O distrital foi à tribuna e disse que o Estado e o poder legislativo têm que atuar para que seja superado o cenário de perplexidade, abandono e de apreensão, de um possível próximo episódio. “A população de Brasília quer respirar um novo momento. Primeiro, de afiançar a classe política do Distrito Federal. Segundo, de ver que as instituições estão se apropriando de um novo momento e superando as dificuldades”, disse.

Outro ponto tocado por Wasny foi sobre o modo como foi feita a apresentação dos vídeos incriminadores. Para ele, o fato desta denúncia não ter sido feita anteriormente, privou o eleitor de avaliar seu voto de maneira mais consciente, pois a sociedade não pode ficar a mercê das delações de Durval. “Agora vem esse mesmo personagem (Durval Barbosa) retoma a discussão e leva Brasília a estar curvada novamente a uma cena constrangedora e desabonadora”, afirmou.

A sessão ainda aguardava uma nova surpresa. Ninguém menos que a deputada Liliane Roriz, irmã de Jaqueline Roriz, apareceu na casa, foi à tribuna, e o silêncio se fez no plenário. A distrital manifestou seu apoio fraterno à irmã e disse que na casa todos foram eleitos para inaugurar uma nova forma de fazer política, diferente das gestões anteriores. “Aqueles que querem o uso oportunista do episódio, se contentarão com o julgamento rápido, aniquilador e contundente dos adversários, que fingirão desconhecer uma epidemia sistêmica da ilegalidade e deslizes que permeiam a política do DF e de todo país”, relatou. A deputada também citou que sua gestão é pautada numa “nova ética”, apenas não citou qual seria a antiga.

Depois do pronunciamento de Liliane Roriz, o deputado Cláudio Abrantes (PPS) pediu a palavra. Ele destacou que o trabalho da atual legislatura não pode ser maculado, por conta das denúncias, e ainda questionou a forma como, estas, estão sendo apresentadas. “Não podemos aguardar que fique ao bel prazer de uma pessoa que tem um benefício, mostrar um vídeo ou outro, no tempo que lhe é conveniente de acordo com interesses”, disse referindo-se a Durval Barbosa, beneficiado pela delação premiada.

(Foto: V. Figueirêdo/CLDF)

Veja Video da Deputada ao Câmara em Pauta:

(Visited 1 times, 1 visits today)