Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Juiz Leonardo Safi joga celular na privada ao receber visita da PF

Postado por Simone de Moraes

11/07/2020 16:06


Crédito:

Do Estadão e DCM

O juiz Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Federal Cível de São Paulo, jogou dois celulares no vaso sanitário enquanto a Polícia Federal conduzia buscas em sua residência na Operação Westminster, que mira organização criminosa que cobrava propinas sobre precatórios milionários. A tentativa de destruição dos equipamentos foi presenciada por agentes que estavam no local e embasou pedido para manter o magistrado preso.

“Durante o cumprimento da cautelar de busca e apreensão presenciamos tentativa de destruição de provas por parte do investigado Leonardo Safi de Melo”, aponta relatório da Polícia Federal. “Na presença da autoridade policial, o investigado, deliberadamente, jogou dois aparelhos celulares dentro do vaso sanitário da suíte de sua residência. A tentativa de destruição de provas ocorreu na presença de testemunhas”.
Leonardo Safi é apontado pela PF como líder de organização criminosa, responsável por mapear processos de requisições de pagamento (precatórios) milionárias e deferir decisões favoráveis a partir de propinas de 1% do valor. O esquema contou com a participação do secretário Divannir Ribeiro Barile, que articulava as negociações, e dos advogados Sérgio Santos, Paulo Rangel do Nascimento, Deise Mendroni de Menezes, Clarice Mendroni Cavalieri e o perito Tadeu Rodrigues Jordan, responsáveis pela aproximação com as vítimas e operacionalização dos pagamentos.

(Visited 1 times, 1 visits today)