Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

A censura têm cara e se apresenta em Brasília: ator é proibido de falar no Festival de Cinema!

Postado por Simone de Moraes

23/11/2019 13:25


Crédito: Adão Cândido


Uma vergonha, é o mínimo que podemos dizer. Ninguém pode ficar imune a uma cena tão lamentável como essa acontecida no Festival de Cinema de Brasília. Primeiro um segurança tenta impedir o ator Marcelo Pelucio de falar, depois cortaram o microfone do ator. Uma imagem que o mundo do cinema e das artes não pode esquecer.

Antes da cena lamentável, por cerca de sete longos minutos, no discurso do secretário de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, Adão Cândido, um coro de “Fora Adão!” e “Cadê o FAC?”, faziam referência ao cancelamento do edital do Fundo de Amparo à Cultura, no valor de R$ 25 milhões, ocorrido em maio deste ano. Uma ação ilegal do governador Ibaneis Rocha, que têm o repúdio da comunidade artística do DF, da população, e da maioria dos deputados distritais.

Um ação imoral que mostra as pegadas do governador Ibaneis na mesma trilha do governo nefasto de Jair Bolsonaro.

O ator Marcelo Pelucio ao pegar o microfone, tentava ler uma carta do Movimento Cultural do Distrito Federal, que reúne diversas entidades artísticas do DF, mas foi impedido por um segurança. Pelucio continuou, mas o som do microfone foi cortado e a plateia reagiu com gritos de “censura”.

Na carta, além de criticar a suspensão do fundo, o documento ainda cita o não cumprimento de alguns aspectos da Lei Orgânica de Cultura (LOC), como um artigo que obrigaria a publicação do superávit do ano anterior no mês de janeiro, informa a Folha de S.Paulo.

 

(Visited 1 times, 1 visits today)