Responsive Ad Slot

Chico Vigilante diz que peritos não tiveram acesso aos livros de controle e saída de material da CLDF

Postado por Luan

23/08/2016 23:44


Na pressa de desmentir o deputado distrital Chico Vigilante (PT), que acusou Sandro Morais Vieira, braço direito da deputada Celina Leão, de ter retirado computadores de dentro da CLDF, supostamente para esconder provas das investigações em curso na Casa, o Copol (Policia Legislativa da Câmara) divulgou nota comunicando que não foram encontradas imagens da possível saída de material no período das 13h até o final do expediente do dia 22 de agosto de 2016.

As imagens do dia anterior e da manhã do dia 22 não foram periciadas.

O deputado questiona a pericia, e diz que a Polícia Civil do Distrito Federal não teve acesso aos livros de controle de entra e saída de materiais da CLDF. “Os peritos da Polícia Civil também foram categóricos em me afirmar que o fato de a nota afirmar que não terem sido encontradas imagens mostrando a saída de computadores da Câmara não comprova se houve ou não gravação desta ação em análise preliminar”.

Caso o deputado Chico Vigilante venha provar suas suspeitas, Celina Leão e Sandro Morais Vieira, podem ser presos por ocultação de provas e por tentar atrapalhar as investigações da Operação Dracon.

Leia nota do Deputado e logo em seguida a nota do Copol.

Em relação à nota divulgada pela Coordenadoria de Polícia Legislativa venho a público esclarecer que tenho relatos que apontam para outro caminho.

Peritos da Polícia Civil que fizeram a perícia me relataram que, ao contrário do que foi informado na nota, nenhum perito criminal teve acesso aos livros de controle de entrada e saída de materiais da vigilância da Câmara Legislativa.

Os peritos da Polícia Civil também foram categóricos em me afirmar que o fato de a nota afirmar que não terem sido encontradas imagens mostrando a saída de computadores da Câmara não comprova se houve ou não gravação desta ação em análise preliminar.

Na verdade, essa nota revela a pressa em divulgar uma informação que se provou ser inverídica.

Brasília, 23 de agosto de 2016.
Deputado CHICO VIGILANTE – PT/DF

 

Nota da Coordenadoria da Policia Legislativa da Câmara