Responsive Ad Slot

“DE BIKE PRA ESCOLA” arrecada bicicletas para crianças kalungas irem ao colégio, em Goiás

Postado por Luan

12/02/2016 12:50


Crédito: Do Facebook

Três estudantes criaram um projeto para arrecadar bicicletas para que crianças kalungas, descendentes de quilombolas, consigam ir até a escola em Cavalcante, no norte de Goiás. Além disso, a ideia, batizada de “De bike pra escola”, tem o objetivo de chamar a atenção das pessoas para as dificuldades enfrentadas pela comunidade na região.

As arrecadações começaram em novembro do ano passado. O objetivo é conseguir 120 bicicletas para serem doadas aos alunos. Quem quiser contribuir, pode tanto doar bicicletas quanto dinheiro. Saiba como doar no site do ‘De Bike Pra Escola’.

Idealizadora do projeto, a estudante Carla Marinho Fernandes, de 23 anos, conta que se sensibilizou com a situação das crianças após assistir a uma reportagem do programa Profissão Repórter, da Rede Globo, que mostrava a luta das crianças da comunidade Vão de Almas para estudar por causa da falta de transporte escolar.

“Minha tia é promotora na cidade e denunciou essa situação precária. Como a região é distante, as estradas são ruins e não tinha ônibus que as levasse para a escola. Foi então que tive a ideia de tentar conseguir bicicletas para serem doadas às crianças de lá”, disse ao G1 a estudante que nasceu em Goiânia, mas atualmente mora em São Paulo.

Carla lembra que comentou sobre o projeto com outras duas amigas, Maria Livia e Amanda Letícia, com quem já desenvolvia trabalhos sociais na capital paulista e que elas também decidiram ajudar.

“É uma situação muito diferente do que vivemos no cotidiano. Temos boas escolas, moramos perto. Agora imagina eles, que acordam às 4h e têm que caminhar mais de 6 km para chegar até a escola”, comentou Carla.

Em dezembro do ano passado, a estudante visitou a comunidade para contar sobre a sua ideia aos moradores. Ela diz que o projeto foi muito bem recebido pela comunidade, em especial pelos alunos.
Iniciativa também visa chamar atenção para dificuldades, em Cavalcante.

Três estudantes criaram um projeto para arrecadar bicicletas para que crianças kalungas, descendentes de quilombolas, consigam ir até a escola em Cavalcante, no norte de Goiás. Além disso, a ideia, batizada de “De bike pra escola”, tem o objetivo de chamar a atenção das pessoas para as dificuldades enfrentadas pela comunidade na região.

As arrecadações começaram em novembro do ano passado. O objetivo é conseguir 120 bicicletas para serem doadas aos alunos. Quem quiser contribuir, pode tanto doar bicicletas quanto dinheiro. Saiba como doar no site do ‘De Bike Pra Escola’.

Idealizadora do projeto, a estudante Carla Marinho Fernandes, de 23 anos, conta que se sensibilizou com a situação das crianças após assistir a uma reportagem do programa Profissão Repórter, da Rede Globo, que mostrava a luta das crianças da comunidade Vão de Almas para estudar por causa da falta de transporte escolar.

“Minha tia é promotora na cidade e denunciou essa situação precária. Como a região é distante, as estradas são ruins e não tinha ônibus que as levasse para a escola. Foi então que tive a ideia de tentar conseguir bicicletas para serem doadas às crianças de lá”, disse ao G1 a estudante que nasceu em Goiânia, mas atualmente mora em São Paulo.

Carla lembra que comentou sobre o projeto com outras duas amigas, Maria Livia e Amanda Letícia, com quem já desenvolvia trabalhos sociais na capital paulista e que elas também decidiram ajudar.

“É uma situação muito diferente do que vivemos no cotidiano. Temos boas escolas, moramos perto. Agora imagina eles, que acordam às 4h e têm que caminhar mais de 6 km para chegar até a escola”, comentou Carla.

Em dezembro do ano passado, a estudante visitou a comunidade para contar sobre a sua ideia aos moradores. Ela diz que o projeto foi muito bem recebido pela comunidade, em especial pelos alunos.

Dificuldades
Segundo Carla, o projeto vai além da arrecadação de donativos. “Não é só arrecadar as bikes, mas é também mostrar as dificuldades da comunidade e conscientizar que você pode ajudar a transformar a realidade daquelas pessoas. É uma forma de alertar para a falta de políticas públicas na região”, explicou.

Em uma segunda etapa, a ação também visa capacitar os próprios moradores a conseguirem consertar e dar manutenção das bicicletas arrecadadas.

A previsão é que a entrega das 120 bicicletas seja feita em julho deste ano. Até o momento, as estudantes já receberam 25. Já no site para a arrecadação de dinheiro, elas arrecadaram R$ 8,7 mil. A meta é de R$ 35 mil.

Com esse projeto em andamento, Carla já sabe o que pretende para o futuro: “Quero trabalhar a vida toda com ações voltadas para educação. Pois é com assim que eles vão poder melhorar a qualidade de vida. É como diz o nosso lema: ‘Educar é transformar’”. (G1)

Projeto visa arrecadar biciletas para crianças de comunidade kalunga, em Goiás (Foto: Divulgação)