Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Sobradinho ganha espaço de convivência ecológico

Postado por Simone de Moraes

28/05/2012 1:15


Crédito: Divulga

Como parte das comemorações do 52º Aniversário de Sobradinho, foi inaugurada nesta quarta-feira (9/05) a Casa do Ribeirão – antigo Viveiro da Administração Regional. Localizado na quadra 9 da cidade,  abandonado e ocioso há anos, o espaço foi transformado em um verdadeiro centro de atividades socioambientais. 

Segundo a administradora de Sobradinho, Maria América Bonfim, a Casa do Ribeirão surgiu da necessidade de preservar a vegetação nativa e de aprendizado coletivo. “Nossa ideia era transformar esse espaço para a comunidade. Para isso, buscamos ajuda de vários parceiros”, revelou a asministradora. 

Um dos apoiadores da iniciativa, o deputado Joe Valle (PSB) disse durante a solenidade de inauguração que o espaço poderá ser transformado num grande centro de educação ambiental. “Essa construção foi feita por vários braços. Esse local é um portal que liga a área urbana ao campo. É preciso cuidado com esse espaço, cuidado com a terra”, afirmou o deputado. 

Para Roberto Benfica, representante da Emater e da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural (SEAGRI), o projeto da Casa do Ribeirão busca o resgate da educação ambiental e a alimentação saudável junto a população urbana. “A Emater e a SEAGRI estão integradas neste projeto de apresentar os métodos produtivos da natureza e assim, ajudando ainda preservá-la”, frisou Benfica. 

Educação ambiental – No local, foram cultivadas três mandalas (de flores, hortaliças e ervas medicinais) e canteiros de hortaliças não convencionais. A área ainda dispõe de um minhocário e uma fossa verde (um tipo ecológico que não agride o meio ambiente). Também serão realizadas oficinas de reciclagem e de artesanato, palestras e cursos. O objetivo é envolver e mobilizar a comunidade, por meio de atividades continuadas de educação ambiental, e fomentar projetos ligados à sustentabilidade. 

A Casa do Ribeirão surgiu ainda da necessidade de preservar a vegetação nativa e fiscalizar práticas que poluem o Ribeirão Sobradinho, evitando maior degradação do córrego. Para isso, muitas parcerias foram e serão realizadas com órgãos do governo, movimentos sociais e projetos tais como SOS Ribeirão, Coordenadoria Regional de Ensino, Universidade de Brasília, Projeto Rondon e Movimento Brasil Verde.

(Visited 2 times, 1 visits today)