Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Tamanho e documento

Postado por Simone de Moraes

22/04/2012 21:04



 

 

Neste fim de semana, a capa da revista Veja falando que pessoas altas são mais bem sucedidas gerou certa polêmica, a maior parte considerou preconceito com os baixinhos. O Câmara em Pauta gostaria de saber o que o servidor público Liomar Torres, morador do Núcleo Bandeirante, no Distrito Federal acha da teoria de Veja. Em matéria publicada pelo G1 do DF, ele diz que há três meses tenta fazer com que a Caesb realize a leitura do hidrômetro da casa dele e após reclamar, recebeu carta explicando que a leitura não era feita devido “à estatura” do leiturista. A empresa tem enviado correspondência informando de uma multa bastante alta, ao contrário do servidor: 150% sobre o real valor da fatura, que segundo Torres gira em torno de R$ 40 e que nos últimos 30 anos o hidrômetro está no mesmo lugar. Se ele quisesse agendar uma visita para providenciar uma escada para o leiturista baixinho, teria que pagar cerca de R$ 15, mas o servidor do posto da Caesb do Núcleo Bandeirante disse que na região não há esse serviço. “Eles querem que eu compre uma escada? Um banco? Uma luneta? Qual a melhor solução? Ninguém diz. Espero uma indicação objetiva da Caesb, estou à disposição para realizar o que for mais efetivo e menos oneroso, diz Torres.”

Para ver a matéria do G1, clique aqui.

 

(Visited 1 times, 1 visits today)