Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Cúpula das Américas termina sem consenso sobre Cuba

Postado por Simone de Moraes

15/04/2012 20:13


Crédito: Luis Acosta/AFP




Neste domingo (15) a 6ª Cúpula das Américas encerrou sem consenso em dois pontos principais de deliberação, com relação a Cuba. Os Estados Unidos, com apoio do Canadá vetaram os parágrafos 17 e 18 que tratavam da inclusão da ilha socialista em futuros encontros e à necessidade de acabar com o bloqueio econômico e comercial da ilha. Com isso, ficou impossível a elaboração de uma declaração final acordada entre todos os chefes de Estado e de governo que se reuniram durante dois dias em Cartagena das Índias, no Caribe colombiano.


No parágrafo 17 o texto dizia: “os chefes de Estado decidem convidar a República de Cuba a participar da próxima Cúpula das Américas, a realizar-se no Panamá”, e o Parágrafo 18 assinalava: “os chefes de Estado lembram com interesse as recentes resoluções aprovadas pela Assembleia Geral das Nações Unidas relativas à necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico e comercial da República de Cuba”.


Foi a primeira vez que nações aliadas dos EUA, como a Colômbia, reforçaram a demanda de que Cuba esteja presente na próxima reunião da Organização dos Estados Americanos (OEA). Cuba foi excluída da OEA anos depois da Revolução Cubana, liderada por Fidel Castro, em 1959. O motivo principal de não integrar as cúpulas americanas é a oposição dos Estados Unidos e do Canadá.


A presidenta Dilma Rousseff decidiu antecipar o regresso para Brasília e, em comum acordo com o presidente colombiano, cancelou a reunião bilateral que ambos teriam após a cúpula. A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto informou oficialmente que o retorno antecipado deve-se a uma decisão da presidente de chegar mais cedo em Brasília e evitar cansaço extra sem relação com a falta de consenso sobre Cuba.
 
Com informações da Telam.
(Visited 1 times, 1 visits today)