Compartilhar
Tweetar

Senadores dos EUA pedem ruptura se houver risco na democracia do Brasil

Publicado em: 09/09/2022

Ana Alakija
Ana Alakija

De Boston – Uma resolução encabeçada por Bernie Sanders e apoiada por outros proeminentes democratas do Senado focados em política externa foi apresentada ao Congresso norte-americano para decidir sobre a reconsideração da relação entre Estados Unidos e Brasil se o novo presidente do país brasileiro chegar a esse posto através de atos democráticos.

 

No início deste verão, o senador dos EUA Bernie Sanders se reuniu com líderes da sociedade civil brasileira que alertaram a ameaça de um golpe que o presidente brasileiro da República, Jair Bolsonaro, um ex-capitão militar, estaria articulando para ser dado com o apoio de forças militares, policias estaduais militares e paramilitares (milícias, clubes de tiros) no dia das comemorações de 7 de setembro.

Tais temores levaram Sanders a redigir uma resolução do Congresso declarando que os Estados Unidos reconhecerão imediatamente o resultado da eleição que os monitores internacionais consideram livre e justo.

Se aprovado pelo Senado, o projeto garantirá que os EUA encararem a possível transferência antidemocrática de poder no Brasil como um resultado inaceitável, reavaliando seu relacionamento com seu vizinho do sul e suspendendo toda a ajuda financeira e militar ao Brasil.

A resolução é apoiada por Tim Kaine (Virginia), Patrick J. Leahy (Vermont) e Jeff Merkley (Oregon).

 

Ana Alakija é jornalista com Mestrado em História pela Salem State University, Massachusetts

(Visited 1 times, 1 visits today)
Compartilhar
Tweetar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03