Deputados criticam proposta de cobrança de mensalidade em universidades públicas

A proposta de emenda à Constituição que prevê cobrança de mensalidade em universidades públicas, atualmente em tramitação no Congresso Nacional, foi criticada hoje (25) durante sessão ordinária da Câmara Legislativa do Distrito Federal. O deputado Fábio Félix (PSOL) classificou a proposta como uma tentativa de elitizar a universidade pública.

“Querem elitizar porque odeiam o conhecimento livre que é produzido ali, odeiam a reflexão crítica sobre os problemas sociais”, criticou.

Para o deputado Chico Vigilante (PT), a proposta representa uma tentativa de dificultar o acesso à universidade.

“Enquanto era só a elite que podia estudar na universidade pública, nunca se falou em cobrança de mensalidade. Agora que o filho do pedreiro pode se tornar engenheiro, eles querem barrar o ingresso dessas pessoas por meio de cobrança de mensalidade”, afirmou Vigilante.

A cobrança de mensalidade nas universidades públicas é, na visão da deputada Arlete Sampaio (PT), um ataque ao serviço público do país.

“Eles querem acabar com as universidades públicas, querem acabar com o Sistema Único de Saúde. É uma proposta que vai na contramão do desenvolvimento científico e social do país”, disse a deputada.

 

 

Eder Wen – Agência CLDF

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Chave PIX:

13.219.847/0001-03

Nos apoie:

Chave PIX:

13.219.847/0001-03