Responsive Ad Slot

Colunistas

Racionamento de água no DF é branco, elitista e classista

Postado em 11:02

Entretanto, a mídia hegemônica difunde o discurso da consciência ambiental individual, superdimensiona a coleta seletiva de lixo residencial, o banho cronometrado, a economia de água doméstica, o racionamento que afeta somente às famílias, quando na realidade as famílias produzem 7,5% do lixo no Brasil e a coleta seletiva residencial, por exemplo, tem um impacto praticamente zero na preservação do meio ambiente, considerando que 3% (de 7,5% que é produzido) do lixo doméstico é reciclado

Temer e a PEC 241: Entre o engodo e a guerra civil

Postado em 21:12

Por Roberto Requião: O governo interino enviou ao Congresso a PEC 241 com o objetivo de congelar os gastos públicos por 20 anos, tendo como referência os gastos de 2016.

Como não ser um Juiz de Direito? Fácil, leia as decisões de Sérgio Moro

Postado em 00:30

Como foi amplamente noticiado pela imprensa, acabou de ser concedida a liberdade provisória a um casal de réus, com arbitramento de fiança, na chamada Operação Lava-Jato que, como o próprio nome indica, deseja fazer uma “limpeza” ou uma “lavagem” moral no Brasil. Acho até que, talvez, o que se queira mesmo é fazer uma limpeza em si mesmo (Freud explica). Como a repressão é tremenda (e o inconsciente acaba quase sempre vencendo), cuidemos dos outros. Assim, ficamos em paz com o nosso consciente e, de quebra, ainda recebemos prêmio da Rede Globo e aparecemos em manchetes de jornal. Tudo muito bom, portanto. Só não tem nada a ver com Processo Penal. Tem a ver com a psicanálise!

O SUCATEAMENTO DO ESTADO BRASILEIRO

Postado em 12:05

Absurdo dos absurdos. Na maior Cara de pau, o Governo Interino Golpista (quem pratica Golpe é golpista, não é?), vem propor para todo o País o crescimento zero do Estado Brasileiro.

Quanto custou a votação do impeachment ? Jânio de Freitas: Os vencedores

Postado em 20:50

Mesmo que não console, deve reconfortar os vencidos que os criticados pelo “espetáculo vergonhoso e deprimente” do seu cretinismo, na votação do pré-impeachment, são os autores da vitória dada ao empresariado, à imprensa e aos derrotados nas eleições. Esses vencedores são muitos, porque beneficiários do resultado, mas o arquiteto da vitória, que fez a luta direta contra o governo, com atos e não palavras, foi um só: Eduardo Cunha, chefe de fato e de direito de todos os vencedores dentro e fora do Congresso. Quem perdeu pode ter o orgulho, também, de não integrar tal milícia.

Por Jeferson Miola – Juízes se auto-impediram de julgar o impeachment

Postado em 16:40

Eles anteciparam publicamente na imprensa a posição que defendem sobre a matéria e, portanto, perderam a isenção, a imparcialidade e a capacidade para julgar a partir dos elementos concretos futuros que a Presidente Dilma poderá apresentar à Suprema Corte.

#IstoÉMachista: Não é jornalismo gente, é um panfleto!

Postado em 01:13

Passei o dia com uma indignação tamanha a ponto de me travar a língua e paralisar o pensamento desde que, logo cedo, tomei conhecimento da capa da ISTO É desta semana.

Eu estou protegendo você, seu filho da puta!

Postado em 12:26

— Eu estou protegendo você, seu filho da puta!

Dita no calor da hora, a frase dura de um possesso Ciro Gomes carrega um desaforo dos mais evidentes, tradicionais e utilizados para aquele momento em que a temperatura sobe e a cusparada retórica se projeta com sua missão de destratar. Era madrugada do dia 17 e um grupelho de jovens ululantes e disfuncionais fazia barulho diante da casa do ex-governador e ex-ministro de Itamar e Lula

Sorteio da Mega-Sena tem falha tecnológica; veja dezenas

Postado em 15:26

O primeiro sorteio de 2016 da Mega-Sena, realizado em Manhumirim (MG) nesse sábado (2), teve problemas tecnológicos e, por isso, o resultado do rateio do prêmio de R$ 1,5 milhão ainda não foi divulgado pela Caixa Econômica Federal. As dezenas sorteadas do concurso 1776 são: 10 – 11 – 14 – 19 – 39 – 48.

Primavera com flores e espinhos

Postado em 16:24

Mulheres em marcha surpreenderam e encantaram a sociedade nas últimas semanas ao ocupar as ruas pela garantia de direitos sociais no movimento conhecido como Primavera das Mulheres.

Unidas em comunhão geracional, elas reforçaram a certeza de que sofrer não é um fardo recebido do além a ser carregado como obrigação pela metade feminina do mundo.

Marcharam as muito jovens, filhas da conexão virtual hashtag século XXI, com seus libertários e irreverentes corpos pintados, ao lado das que desde a década de 1970 do século passado distribuíam panfletos feitos em máquinas de escrever e muitas vezes impressos em mimeógrafos ou xerocados para serem distribuídos providencialmente longe dos camburões da repressão.