Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Documentário sobre ‘fakeada’ de Bolsonaro volta a pôr história oficial em xeque

Postado por Simone de Moraes

13/09/2021 18:40


Crédito: Reprodução

Produzido pela TV 247 na noite do último sábado (11), o documentário Bolsonaro e Adélio – Uma Facada no Coração do Brasil mostra, com riqueza de detalhes, as muitas inconsistências da história oficial sobre o episódio usado pelo então candidato Jair Bolsonaro, na disputa presidencial de 2018, para fugir dos debates, provocar grande comoção entre o eleitorado e, assim, se tornar presidente da República sem ser confrontado.

Em cerca de uma hora e 44 minutos, o filme demonstra que, dois meses antes da “facada”, Carlos Bolsonaro, um dos filhos do atual presidente, e o autor do suposto atentado, Adélio Bispo de Oliveira, estiveram num mesmo local, um clube de tiro da Grande Florianópolis, em Santa Catarina. Revela ainda como os seguranças de Jair Bolsonaro protegeram Adélio e, posteriormente, ganharam promoções e bons salários. O documentário narra ainda como os prontuários médicos foram escondidos e como o caso foi usado como arma de propaganda em favor do candidato de extrema direita.

Em seu lançamento no Youtube (link abaixo), o filme chegou a ter 15 mil espectadores simultâneos e, até o fechamento desta matéria, já havia sido visto por pouco mais de 196 mil internautas naquela plataforma. Além disso, vem recebendo elogios do público, especialmente pela fundamentação jornalística. “Só pra constar, nunca acreditei nesse tal “atentado” da facada. As evidências de uma suposta trama sempre foram escancaradas. Obrigado, Joaquim Carvalho e Brasil247 por trazerem o tema à tona e cobrarem as explicações que nunca foram devidamente dadas. Malandragem pairando no ar.”, escreveu o professor de Direito e membro da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia, Marcelo Uchôa.

Carluxo reage

O sucesso de Bolsonaro e Adélio – Uma Facada no Coração do Brasil já nas primeiras horas de lançamento incomodou o vereador Carlos Bolsonaro (Patriotas-RJ). Carluxo, como é conhecido nas redes sociais, classificou o filme de “fake news” em sua conta do Twitter, na manhã deste domingo (12), num protesto pouco incisivo: “teremos inquéritos ou algo na linha que qualquer um tem visto?”

Joaquim de Carvalho, jornalista cujo trabalho investigativo acumula premiações e respeito, não tem dúvida de que o caso precisa ser reaberto. “Carlos Bolsonaro deve ser investigado como um dos principais mentores da farsa”. Também neste domingo, o repórter voltou à TV 247 para comentar a investigação sobre a “fakeada” que levou Jair Bolsonaro à vitória na eleição presidencial de 2018. “Sei que muitos investigadores gostariam que isso fosse reaberto para começar uma investigação a partir de uma perícia médica no Jair Bolsonaro. Eles sabem e até antecipam que sabem que ninguém pode produzir provas contra si. Mas tem um detalhe que chama muito a atenção destas pessoas, que é a mudança de posição da cicatriz”, afirmou.

Para o deputado federal e ex-integrante da base governista Alexandre Frota, o documentário revela uma “farsa, com requintes cinematográficos, que levou Bolsonaro de oito segundos de TV para 24 horas por dia. E assim foi eleito”. O parlamentar afirma que, depois de assistir ao filme, concluiu que “Bolsonaro forjou a facada e aproveitou para tratar problema no intestino”.

Confira Bolsonaro e Adélio – Uma Facada no Coração do Brasil:

Rede Brasil Atual

(Visited 1 times, 1 visits today)