Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Sem política pública de controle de preços, Bolsonaro diz que não pode tabelar carne

Postado por Simone de Moraes

30/11/2019 21:58


Crédito:


O governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro não têm política pública para nenhum setor. Tudo funciona a base dos interesses da freguesia, geralmente a parte podre do empresariado nacional.

Ele, como presidente, é apenas o bobo da corte que anima a platéia. É o governo mais anti-povo que já se teve notícia no país. Um desastre jamais visto pelos brasileiros.

Hoje, em mais uma das suas aparições para sua claque na porta Palácio do Alvorada, afirmou que não pode “tabelar o preço da carne”, que subiu bastante neste fim de ano, e que o valor deve abaixar “daqui há algum tempo”.

Afirmação que desmente a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que afirmou que o preço não vai voltar ao patamar anterior.

Lei da oferta e procura

Bolsonaro foi abordado por um pecuarista bolsominion que pedia para manter elevado o preço do produto.
— A questão do preço da carne: é a lei da oferta e da procura. Estava há poucos meses abatendo matrizes e a tendência era o exemplo semelhante, por falta de carne aqui, por falta de produção, o preço aumentar. Não posso tabelar, inventar. Isso não vai dar certo — disse sem nenhum conhecimento do problema.
Bolsonaro conversou com o pecuarista Edvaldo Luís da Silva, de Bonópolis (GO), que disse ter vindo a Brasília só para tentar falar com o presidente. Edvaldo fez um apelo e disse que o presidente “vai entrar para história” se mantiver o valor elevado da arroba da carne. Em São Paulo, o preço da arroba subiu 35% no último mês.

Na última quinta-feira, Bolsonaro havia afirmado em uma rede social que não iria tabelar ou congelar o preço da carne. Ele já tinha reconhecido a alta nos preços e a atribuído ao aumento das exportações. Na live de quinta, ele disse que não podia “tomar medidas que não deram certo em nenhum lugar do mundo, como exportar menos para abastecer o mercado interno. É a livre concorrência.”
A expectativa de redução no preço da carne vai na contramão do que a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta semana. Em entrevista ao Estado de S. Paulo, a ministra alegou que preço não deve retomar ao patamar anterior.

 

Com informações de O Globo

(Visited 1 times, 1 visits today)