Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Jornalista baiano lança livro sobre Waldir Pires em São Paulo

Postado por Simone de Moraes

26/09/2019 14:11


Crédito:


A “Biografia de Waldir Pires – Volume 2” será lançada em São Paulo, na Galeria de Arte Anesso, situada à rua Simão Álvares, 963-A, Pinheiros, em promoção conjunta com o Instituto Barão de Itararé. O lançamento será dia 16 de outubro, das 19h às 22h. O jornalista e escritor Emiliano José, autor da obra, é professor doutor em Comunicação pela Universidade Federal da Bahia (aposentado), tem 13 livros publicados, exerceu mandatos de vereador, deputado estadual e deputado federal pelo PT da Bahia.

Waldir Pires, de longa presença na política brasileira, formado em Direito, foi secretário de Estado aos 24 anos, deputado estadual e federal e Consultor-Geral da República no Governo João Goulart. Com o Golpe Militar de 1964, exilou-se no Uruguai e depois na França, onde lecionou na Universidade de Dijon. Com o fim do AI-5, em 1979, regressou ao Brasil e começou uma vitoriosa luta contra o regime autoritário. Foi governador da Bahia, ministro da Controladoria-Geral da República, Ministro da Previdência, Ministro da Defesa, deputado federal e, no final da vida, foi eleito vereador por Salvador.  Emiliano José precisou de dois volumes para contar essa história.

Entre as obras de Emiliano José destacam-se “Marighella, o Inimigo Número Um da Ditadura Militar”, “Lamarca, o Capitão da Guerrilha” em coautoria com Oldack de Miranda”, “As Asas Invisíveis do Padre Renzo”, a história do padre italiano que percorreu 14 prisões durante a ditadura militar no Brasil, além de cinco edições da série “Galeria F – Lembranças do Mar Cinzento”, que revelam o que se passou com os ex-presos políticos nas prisões da Bahia.

Emiliano José da Silva Filho, Paulista de nascimento,  participou da resistência à ditadura militar de 1964, foi líder estudantil em São Paulo (UBES), enfrentou a clandestinidade, a tortura e quatro anos de prisão, na Penitenciária Lemos Brito, na Bahia. Fez dessas histórias seu foco de pesquisas e obras muito bem documentadas. Algumas transformaram-se em filmes. “Lamarca” é o título do filme dirigido pelo cineasta Sérgio Rezende, em 1994, estrelado pelos atores Paulo Betti, Carla Camurati e José de Abreu. “A Última Clandestina em Paris” e a vida do padre Renzo Rossi renderam dois longa-metragens – documentários sob direção do cineasta baiano Jorge Felippi.

(Visited 1 times, 1 visits today)