Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Bolsonaro levará para reunião da ONU indígena que diz que não há queimadas na Amazônia

Postado por Simone de Moraes

21/09/2019 4:46


Crédito: inIígena Ysani KalapaloCrédito:
    Fã de Bolsonaro, Ysani Kalapalo

Globo: A agenda de Jair Bolsonaro em Nova York, na abertura da Assembleia Geral da ONU, não prevê encontros bilaterais com chefes de Estados. Bolsonaro desembarcará em Nova York no domingo e na terça-feira, 24, encontra-se com o secretário geral da ONU, António Guterres.

Em seguida, faz o discurso de abertura da Assembléia Geral e acompanha a fala de Donald Trump na cerimônia.

Para sua comitiva, Jair Bolsonaro escolheu a indígena Ysani Kalapalo, moradora do Xingu, que apoia incondicionalmente o seu governo, e dias atrás publicou um vídeo nas redes sociais afirmando que as queimadas na Amazônia não passam de fake news.

Ysani terá lugar de destaque no momento mais importante da viagem: vai ocupar uma das cadeiras da bancada do Brasil no momento em que Bolsonaro for discursar na ONU.

Ao lado de Ysani, estarão Michelle Bolsonaro, os ministros Ricardo Salles e Ernesto Araújo, além dos dois únicos parlamentares da comitiva: os presidentes das Comissões de Relações Exteriores de Senado e Câmara, Nelson Trad e Eduardo Bolsonaro.

Sem encontros

Na agenda presidencial, apenas um “almoço privado” e, depois, ele acompanha sua mulher, Michelle, em um evento. À noite, novamente, participe de um “jantar privado”.

Na quarta-feira, 25, o avião presidencial decola da manhã de Nova York para o Texas. Inicialmente, o Itamaraty previa que Bolsonaro passasse o dia 25 em Nova York.

No Texas, Bolsonaro se reúne com generais do Exército dos EUA e empresários locais e à noite retornados ao Brasil.

(Visited 1 times, 1 visits today)