Responsive Ad Slot

W3Schools

Apartamentos entregues por Bolsonaro em Petrolina não são do “Minha Casa, Minha Vida”

Postado por Simone de Moraes

25/05/2019 20:34


Crédito: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro participou, no último dia  (24), da cerimônia de entrega de 472 imóveis em um conjunto habitacional do programa Minha Casa, Minha Vida, em Petrolina (PE), que servirão de moradia própria para cerca de 2 mil pessoas.

Na cerimônia, o presidente falou que “Não há recompensa maior do que estar entre amigos. Pode ter certeza, meu coração é pernambucano”, disse Bolsonaro durante discurso após a entrega das chaves aos novos moradores. O presidente lembrou da sua trajetória até a Presidência da República e disse que assumiu o poder em meio a “uma crise ética, moral e econômica”. “Nós chegamos para mudar o destino do nosso Brasil. Deixamos de lado o populismo e as promessas vazias. Fazer a coisa certa na política não é fácil, mas nós seguiremos esse nosso objetivo”, afirmou.

Mas nas promessas vazias o presidente esqueceu de mencionar que as 472 casas que estavam supostamente sendo entregues como sendo da Minha Casa Minha Vida, não era de fato do Programa de Habitação do Governo Federal. Tanto que seus Ministros discursaram prometendo a continuidade do Programa, como o  ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, que disse “Este governo não vai interromper o programa da habitação social. Saibam disso. Já foram investidos R$ 11,6 bilhões só na gestão do presidente [Bolsonaro], só em 2019. São 87.636 unidades. Só em Pernambuco são mais de 3 mil unidades, mais de R$ 393 milhões”, disse.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, também assegurou a continuidade dos projetos e prometeu inaugurar obras de forma regular. “A cada duas semanas nós vamos inaugurar um evento como esse”, disse.

Mas em Petrolina a entrega das casas está causando a maior confusão:

Leia reportagem jornal de Juazeiro, Ação Popular, do jornalista Manoel Cavalcante:

“Deu a maior confusão a inauguração do empreendimento imobiliário que presidente Jair Bolsonaro entregou nesta sexta-feira (24) em Petrolina, como sendo do programa do governo federal Minha Casa Minha Vida. Nas redes sociais, os moradores demonstraram revolta contra o prefeito Miguel Coelho, e contra a Construtora Jota Nunes, e outros politicos, que aproveitaram do momento para fazer divulgação de uma obra realizada que está sendo paga pelos próprios moradores, e que segundo os eles, “não há qualquer tipo de doação por parte do Governo Federal”.

Confira Nota dos Moradores:

“Viemos por meio deste, informar nosso total repúdio perante aos últimos acontecimentos relacionados ao empreendimento Morada Nova. Em que, foi feita a propaganda um tanto equivocada para a população de Petrolina e Região. No qual foi divulgado que o Empreendimento foi algo proposto pelo governo assim fazendo todos acreditarem que foi de “graça” o que além de ser uma inverdade se torna totalmente desrespeitoso para quem adquiriu o apartamento com tanto esforço. Devemos salientar que, o benefício do subsídio do governo se enquadra apenas para algumas rendas, sendo assim, quem teve sua renda maior que a exigida para obter o benefício, teve seu apartamento financiado normalmente. Conforme apresentado no texto, ficamos aguardando total esclarecimento por parte da empresa Jota Nunes quanto o incidente ocorrido no dia 24/05/2019 na inauguração do Empreendimento Morada Nova.

Com os melhores cumprimentos, aguardamos uma resposta imediata da construtora.

Ass: compradores do empreendimento Morada Nova”

Por outro lado, a moradora Luana Torres afirmou que o Prefeito Miguel Coelho divulgou para a imprensa que a obra seria do Programa Minha Casa Minha Vida e infelizmente não foi isso que aconteceu. “O prefeito fez com que toda mídia divulgasse que as casas eram o Governo Federal que estava dando, o que é mais revoltante é que o prefeito deixou transparecer que a nossa casa é do Programa Minha Casa Minha Vida, fizeram da obra uma coisa política para o presidente Jair Bolsonaro se engrandecer do que ele não fez, a não ser realmente o subsidio que é direito nosso,” lamentou.

Ainda assim, a moradora Joseanne Cavalcanti, disse que a Construtora Jota Nunes deu espaço para essa divulgação. “Com certeza a Jota Nunes está sabendo de tudo e até o momento eles não se pronunciou sobre o fato. Isso foi uma falta de respeito com todos os moradores”.

Outra moradora que está indignada com o fato é a senhora Luana Mattos. “Desde a semana passada fomos avisados que a obra seria inaugurada antes da data prevista, e que seria um evento grande e que iria ser veiculado em rede nacional. Eles tentaram de todas as formas nos empolgar, mas até então não disseram o motivo dessa antecipação da obra. No entanto, eu como moradora achei isso massa e quando foi na última segunda-feira (20) recebemos a notícia de que o presidente Jair Bolsonaro iria participar da inauguração do empreendimento e que algumas pessoas iriam receber a chave simbolicamente e a partir disso começou uma grande repercussão por conta que muitos moradores que não são apoiadores de Bolsonaro acabaram dizendo que não iriam para inauguração até porque essa obra é particular e não precisaria o governo está a frente disso. Eu como moradora fui e quando cheguei lá pegamos uma fila e fomos revistado com detector de metal. Ao entrar me obrigaram a colocar um adesivo no peito com a Bandeira do Brasil e até então eu não sábia o porque e mesmo assim coloquei e entrei no condomínio e fiquei frustrada. O que seria uma realização de um sonho, infelizmente não foi possível, eles fecharam as ruas do condomínio e ficou apenas um L para a gente circular dentro do condomínio, onde de um lado era aberto ao público e o outro lado aberto aos políticos e funcionários da prefeitura. Foi uma frustração enorme, não passei 10 minutos no local porque percebi que era apenas jogada política suja. A obra nem foi totalmente concluída como a Jota Nunes divulgou”, detonou a moradora.


Em sua página na rede social, o prefeito Miguel Coelho informou que o empreendimento foi “construído com recursos do FGTS e subsídios do Programa Minha casa, minha vida através do Governo Federal.


Insatisfeita, a moradora Hellen Santigo rebate as colocações do prefeito. “Casa financiada com parcelas de 400, 500 e até 600 reais. Não foi caridade, não leve crédito por algo que seu presidente não fez (…) Não  manipule a situação, não faça entender que foram doadas”, disparou.

A moradora Luana Mattos criticou o deputado federal Heitor Freire que divulgou nas redes sociais uma foto dizendo que teria entregue casas à pessoas de baixa renda, sendo que a foto postada é de uma das moradoras que também comprou o empreendimento com seu próprio dinheiro. “Ela está pagando a casa, assim como nós, ela está arrasada com a repercussão da notícia porque ela não ganhou nenhuma casa como está sendo divulgado”, afirmou.

Mas redes sociais a confusão é geral. O prefeito Miguel Miguel foi bombardeado pelos moradores. Veja abaixo:

   

(Visited 1 times, 1 visits today)