Responsive Ad Slot

Comitê Internacional “Lula Livre” será lançado hoje nos Estados Unidos

Postado por Simone de Moraes

6/04/2019 7:36


Crédito: Reprodução

A rede norte-americana pela Democracia no Brasil (US-Network) aderiu à Campanha Lula Livre e lança hoje, 6 de abril, o Comitê Internacional Lula Livre nos Estados Unidos.  O Comitê vai ser lançado em Nova York, durante o evento “The fight to free Lula: A teach in” (Como conquistar a liberdade de Lula). O evento acontece às 18h na sede da organização que coordena o evento, People Forum’s.

O Comitê Lula Livre dos Estados Unidos  é uma iniciativa de diversos grupos de pessoas e organizações que se dedicam ao movimento trabalhista no Brasil e no mundo, entre elas: The United Food & Commercial Workers International Union (UFCW) Global Strategies Office, US Network for Democracy in Brazil (Free Lula Working Group),  Comitê Defend Democracy in Brazil/NY , a US-Network for Democracy in Brazil, a United Automobile Workers , United Steel Workers .

A missão do Comitê é apelar para que a sociedade global entenda claramente que a lei foi usada contra o ex-presidente brasileiro de forma injusta para o seu encarceramento político.  E fazer um chamamento para que a comunidade global “construa estratégias unificadas e aja de forma unida pela liberdade de um dos maiores líderes do nosso tempo”, diz o documento que fundamenta a criação do Comitê.

A iniciativa acontece por ocasião do primeiro ano da prisão política do ex-presidente da República (7 de abril de 2018), quando um grupo de juízes, liderados pelo então juiz Sergio Moro (“agora claramente enviesado, como ministro da Justiça”), condenou Lula a 12 anos de prisão, com base em “ações indeterminadas” e “por acusações de corrupção infundadas que nem sequer fizeram parte do processo judicial”, diz o documento.

“Recentemente, Lula foi condenado pela segunda vez em outro julgamento escandaloso em que o juiz, um substituto de Moro, copiou e colou várias partes do primeiro julgamento, decretando uma vida de fato na prisão para Lula. Muito pouco disso foi denunciado pela mídia convencional” diz o documento em outro trecho.

O documento diz ainda que, apesar da resiliência das pessoas na vigília instalada em frente à Polícia Federal, em Curitiba, onde o ex-presidente Lula tem recebido visitas importantes de celebridades e políticos, das centenas de protestos e de toda uma nação cantando “Lula Livre” em shows, multidões, e no Carnaval, “a realidade que nos foi apresentada até agora, tem sido muito decepcionante, sem esperança em muitos momentos, tal é o inacreditável o comportamento do judiciário e das instituições ‘democráticas’ brasileiras.”

O documento assinala que “somente uma pressão exercida dentro e fora do Brasil, em uma campanha internacional e crescente, poderá trazer a justiça e a liberdade a Lula”.

Protestos e outras atividades serão realizadas neste fim de semana nas cidades de Boston, St. Louis e Nova Iorque, entre varias outras cidades americanas,  organizados por outros grupos que apoiam a rede norte-americana pela democracia no Brasil.

A US-Network é apoiada por vários grupos e organizações formadas por brasileiros e não brasileiros, acadêmicos e ativistas, residentes nos Estados Unidos.

International Press Committee (IPC) constitui um grupo de jornalistas e produtores independentes que apoiam a US-Network https://www.facebook.com/democracybrazil/

IPC trabalha em conjunto com a Rede Defend Democracy in Brazil (RDD) Contatos: (EUA) Ana Alakija ana.alakija@gmail.com  l Ana Paula Vargas paula.vargas@gmail.com (Brazil) Simone de Moraes simonedemoraes2009@gmail.com  l Mery Bahia meryba2222@hotmail.com  (CA) Milla Gentil millagentil@yahoo.com    (Portugal) Maria Alice nareal.alice@gmail.com (Italia) Analu Alakija) analu.alakija@gmail.com

(Visited 1 times, 1 visits today)