Responsive Ad Slot

TSE mantém ex-governador Agnelo inelegível e salva o vice Filipelli

Postado por Simone de Moraes

7/12/2017 15:46


O ex-governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT) teve decisão confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que manteve proibição do petista se candidatar a cargos eletivos por oito anos. Os magistrados decidiram pela condenação do pagamento de multa e a inelegibilidade, e o afastaram da condenação de abuso de autoridade. A decisão da Corte aconteceu nesta quinta-feira (7/12),  em resposta a um recurso interposto pelo ex-governador, em janeiro deste ano.
Favorecendo ao ex vice-governador do DF Tadeu Filipelli (PMDB) no mesmo processo, os magistrados decidiram pelo afastamento da acusação de abuso de autoridade e inegebilidade, e mantiveram tão somente, e apenas, o pagamento de uma multa.
Em janeiro deste ano, o TRE considerou procedentes as acusações de uso da máquina pública para favorecer a campanha à reeleição de Agnelo em 2014. O processo contra Agnelo foi encabeçado pela coligação Somos Todos Brasília, do atual governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB).
Entre os fatos apontados no processo, constam a escolha da cor vermelha, símbolo do PT, para as cadeiras do Estádio Nacional Mané Garrincha, e um vídeo institucional, com caráter promocional, sobre o programa de merenda escolar do GDF. A ação também relata propagandas institucionais veiculadas fora do período eleitoral.
Em outubro de 2016, Agnelo e Filippelli foram condenados novamente pelo TRE-DF, por uso indevido do site institucional do GDF durante a campanha.
Com informações do Correio Braziliense