Responsive Ad Slot

Planalto reconhece que foi um erro a estratégia de Temer aumentar apoio na bancada

Postado por Simone de Moraes

23/10/2017 11:45


Crédito: Reprodução

Interlocutores mais próximos do presidente Michel Temer já avaliam que foi um erro a estratégia deflagrada nas últimas semanas que aprofundou o racha no PSDB. A ideia original era conseguir aumentar o número de apoiadores tucanos na bancada da Câmara para ampliar os votos favoráveis ao presidente Temer na análise da segunda denúncia. Tanto que o peemedebista demitiu 8 ministros para seu próprio favorecimento.

Por isso, a ordem no Palácio do Planalto foi a de fortalecer a posição do senador Aécio Neves dentro do partido. A expectativa inicial era de que Aécio conseguiria mudar votos e reverter à tendência de racha da bancada verificada na votação da primeira denúncia. Mas agora, a percepção é que a ação mais explícita do governo teve um efeito contrário e só aprofundou o racha na bancada.

Nestas últimas semanas, o Planalto intensificou a relação com Aécio, liderando a operação para salvar o mineiro em plenário e reverter a decisão da primeira turma do STF de afastá-lo do mandato. Ao mesmo tempo, Temer comprou guerra com parte expressiva da bancada ao pedir para o deputado tucano Bonifácio de Andrada assumir a relatória.

“O tiro saiu pela culatra. Foi tanta confusão que Temer corre risco de ter uma votação menor na bancada do PSDB”, alertou ao Blog um integrante da articulação política que esteve com Temer no fim de semana.

 

 

Blog do Gerson Camarotti – G1