Responsive Ad Slot

Para rejeitar denúncia contra Temer na CCJ base aliada diz ter votos suficientes

Postado por Adairton Sousa

11/10/2017 18:32


Crédito: reprodução band news

Já esta sendo calculado por parlamentares parecer da denúncia contra o presidente da Republica Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha da Casa Civil e Moreira Franco da Secretaria Geral, na Comissão de Constituição e Justiça-CCJ. A probabilidade de um dos articuladores do governo Beto Mansur deputado do PRB-SP é que seja alcançados entre 39 e 42 votos pela aprovação do relatório do deputado Bonifácio de Andrada do PSDB-MG que recomenda a rejeição da denúncia.

Segundo avaliação de Beto Mansur “Podemos ter entre 39 e 42 [votos favoráveis ao governo]. Isso porque se a líder do PSB, [deputada] Tereza Cristina [MS], deixar a liderança e o partido bandear para a esquerda, nós vamos perder dois votos. Se ela permanecer, até porque é o líder que indica, nós manteremos dois votos dos quatro do PSB. Também existe a possibilidade de termos votos do PSDB, que compõe a comissão, em função do trabalho que foi feito pelo relator”

Para Mansur, a denúncia também será barrada no plenário. “Já na terça-feira [17], nós deveremos votar e decidir na CCJ. Aí se encaminha para o plenário na semana do dia 23, que é uma segunda-feira. Nós poderemos votar no dia 24 ou no dia 25 no plenário e aí a gente vai discutir politicamente se dá continuidade ou arquiva a denúncia. Na minha visão, a oposição não terá condições de ter 342 votos para dar continuidade. Então, nós vamos arquivar essa denúncia”, avalia.

Quanto ao parecer da segunda denúncia o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral) pelo crime de organização criminosa. Michel Temer também foi denunciado por obstrução de Justiça, acusação que também foi rejeitada pelo relator.

 

 

 

Fonte: Informações da Agência Brasil