Responsive Ad Slot

PM do Distrito Federal divulga vídeo fake para desacreditar a jornalista Sheila Souza

Postado por Simone de Moraes

24/09/2017 21:30


Crédito: Reprodução do Facebook

A Polícia Militar do Distrito Federal divulgou até às 20:40hs deste domingo (24/09), um vídeo falso, onde uma mulher embriagada de nome Mary, faz um barraco em uma blitz não se sabe onde. A divulgação do vídeo desde das primeiras horas da noite de sábado (23/09), está em todas plataformas da internet como se fosse a jornalista Sheila Rodrigues de Souza, 28 anos. (Veja matéria)

Hoje à noite (por volta das 20:0hs), alertada por vários internautas que invadiram o Facebook da nossa editora, Simone de Moraes, fomos fazer a verificação e encontramos o vídeo fake sendo divulgado pelo perfil da PM/DF no Twitter com um recado: ” Acreditamos que o vídeo postado explica bem o que realmente ocorreu”.

Logo após, cobramos uma posição da PM/DF sobre a postagem do vídeo fake, mas ela foi apagada como mostra os prints, e nosso perfil bloqueado, e novamente desbloqueado. (sic)

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Como não recebemos nenhum comunicado oficial da PM, encontramos no site de um jornalista com registro “precário” uma nota da PM/DF dizendo que não recebeu  “nenhuma comunicação formal por meio da Corregedoria para averiguar a história narrada pela jornalista Sheila Souza”.

A nota é assinada pela Ascom PMDF diz ainda “repudiamos a postura da jornalista neste caso concreto, uma vez que não há qualquer prova que comprometa minimamente a atuação policial, além do relato pessoal, parcial, viciado e tendencioso por parte da envolvida”. Já fazendo um juízo de valor sem antes mesmo verificar, via Corregedoria, a veracidade dos fatos. Também observamos que a Corregedoria não funciona no final de semana (somente de segunda a quinta em horário comercial), por isso a jornalista Sheila, segundo fomos informados por seus advogados, “ainda não comunicou o ocorrido ao órgão em questão”.

Veja a nota:

A Polícia Militar do Distrito Federal esclarece que até o momento não recebeu nenhuma comunicação formal por meio de sua Corregedoria para averiguar a história narrada pela jornalista Sheila Souza em seu perfil no facebook e amplamente divulgada nesta sexta-feira pelas mídias sociais, em que discorre sobre suposto excesso na abordagem policial em função da recusa de submeter-se ao teste de alcoolemia em blitz realizada pelo DETRAN, com apoio da PMDF.
Cabe ressaltar que, ao contrário do que foi relatado pela jornalista, seu exame de alcoolemia foi positivo para a ingestão de álcool.
Esclarecemos ainda que a condução à Delegacia se deu em função do cometimento do crime de desacato, precisto no art. 331 do Código Penal.
A Polícia Militar do Distrito Federal é referência quanto aos procedimentos e técnicas de abordagem e em razão da completa falta de veracidade e de provas sobre o caso, repudiamos a postura da jornalista neste caso concreto, uma vez que não há qualquer prova que comprometa minimamente a atuação policial, além do relato pessoal, parcial, viciado e tendencioso por parte da envolvida.
Ascom PMDF
Também no site desse mesmo jornalista, que acreditamos seja o assessor de imprensa da PMDF, encontramos uma matéria com o título: JORNALISTA BÊBADA ESPANCADA? TÁ DE SACANAGEM NÉ? A matéria, pelo que se pode notar, teve o conteúdo modificado e diz exatamente o contrário do título.
A jornalista Sheila Souza, ouvida sobre os últimos acontecimentos (que têm tirado sua tranquilidade e da sua família), disse: “A PM tenta me desqualificar, e pra isso, mobilizou os conhecidos para me atacar nas redes sociais. O fato é que a truculência desmedida será julgada. Eu creio na justiça”.

Veja aqui o vídeo divulgado pela PM/DF (Aqui o link no Youtube)

Obs: Essa matéria foi modificada diversas vezes para atualizações. Desculpe-nos os transtornos. A jornalista responsável está, como a autora da denúncia, sobre forte pressão de perfis fakes.