Responsive Ad Slot

Embaixadores de 12 países manifestam apoio ao Parlamento venezuelano

Postado por Simone de Moraes

19/08/2017 16:34


Crédito: Reprodução

Embaixadores de 12 países compareceram hoje (19) à sede do Parlamento venezuelano, de maioria opositora, para expressar apoio após a Assembleia Constituinte ter assumido as competências do órgão para legislar.

Compareceram à sede da entidade em Caracas representantes das embaixadas da Espanha, Holanda, Chile, Itália, Alemanha, Áustria, Argentina, Polônia, México, França, Reino Unido e Portugal.

Esta é a maior presença até o momento de embaixadores no Parlamento venezuelano, que já recebeu a visita de apoio de diplomatas de vários países críticos à Constituinte instalada pelo governo.

A Constituinte aprovou na sexta-feira (18) a permissão para assumir as competências do Parlamento, o qual acusa de trabalhar para prejudicar o país.

A reunião dos diplomatas com a direção do Parlamento foi anunciada pelo Legislativo venezuelano em sua conta no Twitter, com uma foto do encontro com no Palácio Federal Legislativo.

O Parlamento realiza neste sábado uma sessão para adotar uma resolução sobre a medida tomada na sexta pela Constituinte, órgão que os opositores consideram “fraudulento” e veem como um instrumento do governo de Nicolás Maduro para consolidar uma ditadura no país.

Mediante um decreto, a Constituinte aprovou na sexta-feira “assumir as competências para legislar sobre matérias voltadas diretamente a garantir a preservação da paz, segurança, soberania, sistema socioeconômico e financeiro, objetivos do Estado e os direitos dos venezuelanos”.

Os deputados opositores veem no decreto uma “dissolução” do Parlamento, embora o órgão possa continuar a reunir-se e seus membros sigam nos cargos.

Esta decisão provocou uma nova onda de críticas internacionais contra o governo da Venezuela. Doze governos do continente denunciaram a nova medida do oficialismo contra o Parlamento, que também foi condenada pelos Estados Unidos e vários países europeus.