Responsive Ad Slot

Trinta e oito deputados pró-Temer receberam R$ 134 milhões em emendas, diz ONG

Postado por Simone de Moraes

14/07/2017 16:46


Levantamento feito pela ONG Contas Abertas aponta que o governo federal liberou, no mês de junho, R$ 134 milhões em emendas parlamentares aos 38 dos 40 deputados que votaram a favor do presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Os dados aferidos pela organização mostram ainda que o deputado que mais recebeu os recursos foi Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG). O tucano recebeu R$ 5,1 milhões em emendas no mês passado.

Ligado ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) e à ala do partido que defende a permanência da legenda no governo, Abi Ackel foi o responsável por elaborar um segundo parecer, aprovado na comissão, que recomendou a rejeição da denúncia contra Temer.

A CCJ foi a primeira etapa da análise da denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer. Nesta quinta-feira (13), os deputados rejeitarem, por 40 votos a 25, o relatório de Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava o prosseguimento da denúncia.

Abi-Ackel, então, foi escolhido como novo relator e apresentou um segundo relatório, recomendando a rejeição da denúncia pela Câmara. O parecer do tucano foi aprovado por 41 votos a 24.

Partidos de oposição atribuem a vitória do governo na CCJ a dois principais motivos: o troca-troca de integrantes promovido por líderes da base aliada, que garantiu maioria de votos ao governo, e o pagamento de verbas para projetos e emendas parlamentares.

Do G1