Responsive Ad Slot

“Não sei como Deus me colocou aqui”, diz Michel Temer em pronunciamento.

Postado por Simone de Moraes

27/06/2017 17:31


Crédito: Reprodução

Em pronunciamento no Palácio do Planalto, o presidente da República, Michel Temer (PMDB), declarou nesta terça-feira (27) que não há provas contra ele e atacou a denúncia, formulada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Porém, outro aspecto da fala do presidente chamou a atenção. Temer disse que não sabe “como Deus me colocou aqui [na Presidência]”

“Não fugirei das batalhas nem da guerra que temos pela frente. Minha disposição não diminuirá com os ataques irresponsáveis. À instituição Presidência da República não quero ataques a ela e muito menos ao homem Michel Temer. Não me falta coragem para seguir na reconstrução do país e, convenhamos, na defesa da minha dignidade pessoal”, encerrou Temer.

O peemedebista tornou-se presidente efetivo em 31 de agosto do ano passado, após a então presidente Dilma Rousseff (PT), de quem Temer era vice, ter sido destituída do cargo em um processo de impeachment.

Nesta segunda (26), Janot apresentou ao STF (Supremo Tribunal Federal) denúncia criminal contra o presidente e contra seu ex-assessor e ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ambos por corrupção passiva.

Segundo o presidente, a denúncia de Janot foi motivada por fatores “políticos”, não jurídicos, e é um “ataque injurioso, indigno, infamante à minha dignidade pessoal”. Temer disse ainda que teve “uma vida muito produtiva e muito e limpa”, e que agora é “vítima dessa infâmia de natureza política”.

De acordo com Janot, Temer se valeu do cargo de presidente para receber vantagem indevida de R$ 500 mil, por meio de Loures, oferecida pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS e cuja delação desencadeou a atual investigação contra o peemedebista. De acordo com a denúncia, Temer e Loures também “aceitaram a promessa” de vantagem indevida de R$ 38 milhões.

 

 

UOL