Responsive Ad Slot

Dilma afirma em Genebra: ‘Não sobra ninguém’, sobre delações da Odebrecht

Postado por Simone de Moraes

13/03/2017 12:57


Crédito: Reprodução
A presidente legitimamente eleita Dilma Rousseff disse ontem (12), durante um festival de cinema em Genebra, que não negociou, não pediu e nem recebeu propina ou recurso ilegal na campanha de 2014, quando disputou a reeleição com o então vice e hoje presidente Michel Temer.
Segundo ela, as delações da Odebrecht mudam o cenário político. “Duvido que vão continuar chamando o PT de corrupto. Sabe por quê? Porque não sobra ninguém dos outros partidos.”
O PSDB moveu ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a chapa Dilma-Temer sob a acusação de abuso de poder econômico e político. Marcelo Odebrecht, em depoimento ao TSE, afirmou que a presidente cassada tinha conhecimento de caixa 2 na campanha.
Arrependimento
Questionada em Genebra sobre se tinha algum arrependimento, Dilma respondeu: “a escolha do meu vice”.